São dez as palavras candidatas ao troféu de "palavra do ano", uma lista redigida pela Porto Editora e cuja votação está aberta a qualquer português que queira participar. Para tal, basta fazê-lo através do portal online da Infopedia até ao final deste mês de dezembro. São apenas dez numa imensidão de palavras que fizeram eco durante 2014. Pela frequência na utilização e pela sua importância, transmitida quer pelos meios de comunicação social ou pelas redes sociais, quer pelos dicionários da entidade promotora deste concurso nas suas versões online e mobile, a verdade é que este top 10 reflecte os principais eventos do ano. Ora vamos então conhecer os finalistas:

- Banco: banco bom ou banco mau passaram a ser duas expressões que começaram a entrar nos lares portugueses, em virtude de toda uma polémica relacionada com uma conhecida instituição bancária;

- Basqueiro: tudo aconteceu em pleno debate parlamentar, tendo como protagonista o actual Ministro da Economia, António Pires de Lima;

- Cibervadiagem: no fundo é uma junção entre os termos "ciber" e "vadiagem" e traduz isso mesmo, as redes sociais tornaram-se o foco da distração de muitos profissionais durante o exercício das suas funções laborais.

Publicidade
Publicidade

A amplitude é tal que este fenómeno tem sido já analisado numa perspectiva jurídica;

- Corrupção: o último caso conhecido centra-se na figura do antigo primeiro-ministro, José Sócrates. São já vários os casos conhecidos, envolvendo organizações e figuras da esfera pública;

- Ébola: está centrado sobretudo na África Ocidental mas tornou-se preocupante para toda a comunidade mundial. Populações e organizações públicas têm lutado de forma incessante para combater o, já considerado, maior surto de ébola de sempre;

- Legionela: ainda falando em surtos, em Portugal a Legionela chegou em força, tendo como foco a região de Vila Franca de Xira;

- Gamificação: usado em áreas bastante transversais, trata-se de um conjunto de técnicas usadas em videojogos para solucionar alguns problemas práticos ou para alertar consciências de um determinado público para um assunto em específico;

- Jihadismo: no Iraque e na Síria, a afirmação do jihadismo através dos meios de comunicação social e de novas plataformas, tornou este movimento uma preocupação à escala mundial;

- Selfie: uma moda que veio para ficar.

Publicidade

Tire uma foto a si mesmo e publique numa rede social. Assim terá uma selfie;

- Xurdir: no dicionário significa "lutar pela vida". No momento actual, traduz aquilo que se passa em grande parte dos lares nacionais.

Importa recordar que em edições anteriores, os vencedores foram: esmiuçar em 2009; vuvuzela em 2010; austeridade em 2011; entroikado em 2012 e bombeiro em 2013. Não se esqueça de votar naquela que foi, para si, a "Palavra do Ano", não deixando morrer esta tarefa de enaltecer a riqueza do património da língua portuguesa. #Entretenimento