"A melhor região vinícola do mundo? Se está a pensar em Bordéus, Burgundy ou Napa Valley, é tempo de pensar novamente. Os vinhos portugueses do Douro ocuparam três dos quatro primeiros prémios do Wine Spectator's 2014, incluindo o galardoado primeiro lugar, o Dow's 2011 Vintage Port". Assim começa o artigo escrito pelo jornalista Paul Ames no site de notícias americano Global Post e divulgado na versão online do prestigiado jornal USA Today. Os prémios arrebatados pelos vinhos portugueses, recentemente, aguçaram a curiosidade do mundo dos vinhos. Mas para o especialista Paul Symington, citado no artigo, tal feito não é uma completa surpresa.

Publicidade
Publicidade

Paul destaca ainda as encostas do Douro. "Portugal tem sido reconhecido por produzir extraordinários Vinhos do Porto durante 300 anos e o país tem uma beleza única. Há vários superlativos que podem ser atribuídos ao Douro. Para muitos, é a mais bela zona vinhateira do mundo".

Ainda de acordo com o referido artigo, a proximidade com o rio influencia a variedade dos vinhos através dos solos e "o sucesso da região no desenvolvimento de vinhos de mesa também é em parte explicado pelo surgimento de uma nova geração de enólogos, ou especialistas de vinificação, muitos deles saídos da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro". Paul Symington, escocês que vive há largos anos em Portugal e que foi o produtor do maduro tinto do Douro Chryseia, que se classificou em 3º lugar na Wine Spectator's 2014, revela ainda outro segredo que tornou os vinhos desta região tão apetecíveis: "Eles começaram a introduzir novas técnicas e novas ideias e todos nós começamos a perceber que podíamos usar as mesmas variedades de uvas que utilizávamos para fazer os melhores Vinhos do Porto e fazer com elas vinhos tintos muito interessantes".

Publicidade

Por fim, a reportagem fala do facto do Douro ter sido reconhecido como Património Mundial pela UNESCO, em 2001, e do impacto que o Enoturismo está a ter no nosso país, com a crescente abertura de hotéis ligados ao vinho, como a Quinta do Vallado e o The Yeatman, situado do outro lado da ponte, a partir do centro histórico do Porto. #Turismo