Chega amanhã "As Cinquenta Sombras de Grey", o filme sobre o qual toda a gente fala. Os meios de comunicação portugueses já escreveram milhares de caracteres e os portugueses já trocaram milhares de palavras. E agora há um dado que o comprova. 47 mil bilhetes foram vendidos durante a venda antecipada que começou às 00h de dia 13 de dezembro de 2014 em 55 salas de #Cinema, mesmo a tempo do Natal.

O último dado sobre a venda antecipada tinha sido divulgado pelo site "Dinheiro Vivo", no final do mês de janeiro. Na altura, Isabel Lima, diretora de marketing da NOS Audiovisuais, disse que tinham sido vendidos cerca de 19 mil bilhetes. Contas feitas, em duas semanas, a corrida às bilheteiras correspondeu à venda de mais 28 mil bilhetes. A maioria dos 47 mil lugares assegurados foram vendidos a mulheres entre os 20 e os 40 anos.

Segundo a NOS Audiovisuais, há algumas sessões esgotadas em todo o país incluindo, claro, o dia de estreia. Também esgotadas estão algumas sessões do próximo sábado, dia de São Valentim. Graças a este enorme fenómeno, a distribuidora do filme em Portugal, a NOS Audiovisuais, pondera mesmo manter o filme nas salas portuguesas durante 4 meses, altura em que deverá sair o DVD.

Graças a este "fenómeno de marketing", como apelida Isabel Lima, o filme fez com que fossem vendidos 4,5 milhões de bilhetes em todos os países onde foi feita a pré-venda. A película chega amanhã às salas de cinema em mais de 40 países. Mas será hoje exibido, pela primeira vez, no Festival de Cinema de Berlim. Confirmados nesta ante-estreia estão os atores principais, Dakota Johnson e Jaime Dorman, a realizadora do filme, Sam Taylor-Johnson, e a escritora da trilogia, E.L. James.

Contudo, "As Cinquenta Sombras de Grey" não reúne consenso entre todas as pessoas. No Reino Unido foi criado um movimento chamado "As cinquenta sombras do abuso doméstico". Segundo a associação, o filme promove o abuso das mulheres. Graças às cenas de sexo, o filme acabou por ser banido das salas da Malásia e da Indonésia, mesmo antes de estrear. Em contraponto, em França, chega ao cinema com a recomendação para maiores de 12 anos.

Polémicas à parte, "As Cinquenta Sombras de Grey" é um sucesso de bilheteira mesmo antes da estreia. A partir de amanhã as salas de cinema vão encher-se um pouco por todo o mundo. Se for ver o filme e ficar com a sensação de que "falta algo", fique a saber que os dois restantes livros da trilogia de E.L. James, de 51 anos, também vão ser adaptados ao cinema. Portugal é que não vai faltar nestas cinquenta sombras. Nas cenas que se passam no apartamento da personagem principal, vai poder ver mais de 30 peças de mobiliário português.

#Filmes