Conseguir um bilhete para o espetáculo de Chet Faker em Lisboa, nos dias 3 e 4 de Julho, no Coliseu de Lisboa, tornou-se uma tarefa muito difícil ou mesmo impossível, após ter sido anunciado que não existem mais bilhetes para estas datas. Após a confirmação do concerto para dia 3 de Julho, o público português demonstrou em força o carinho que tem pelo cantor, que já venceu um Rolling Stone Australian Award e 7 ARIA Awards, esgotando o primeiro dia de concerto num abrir e fechar de olhos.

Devido a essa mesma "correria", o cantor anunciou uma data extra, o dia seguinte, 4 de Julho, que esgotou há poucos dias. É garantido que o Coliseu se encherá para assistir a mais um concerto do australiano em terras lusas, depois do seu impressionante talento ter terminado o Optimus Alive 2014, com uma afluência de fãs fora do normal.

Apesar de contar apenas com um álbum de estúdio (Built on Glass), o cantor australiano parece ter conquistado os ouvidos e os corações de milhares de fãs pelo mundo fora, e o nosso país não é alheio a esta onda de carinho por Chet Faker.

Publicidade
Publicidade

O espetáculo no Optimus Alive 2014 foi o maior exemplo, tendo contado com "casa cheia", terminando com chave de ouro um festival cheio de nomes de encher o olho. Mesmo assim, Nicholas James Murphy (nome verdadeiro de Chet Faker) conseguiu um dos melhores espetáculos desta última edição, onde até o cantor se admirou com tanto apoio.

De esperar um alinhamento baseado no seu único álbum, como "Talk is Cheap", "1998" ou a famosa "Gold", que conta com um videoclip que nos deixar a patinar. Além desse reportório, as bem conhecidas "No Diggity", "I'm Into You" e "Terms and Conditions" esperam ter lugar nos concertos do Coliseu, e o público português saberá, com certeza, dar uma boa réplica ao cantor australiano. Os preços dos bilhetes andavam entre os 26 e os 30 euros, mas já se podem encontrar alguns bilhetes à venda por valores um pouco mais elevados em sites de compra e venda de produtos usados.

Publicidade

A abertura de portas está marcada para as 20 horas. #Música