De acordo com os dados recolhidos pela empresa norte-americana Airlines Reporting Corporation (ARC), citados no El Confidencial, a antecedência é a melhor amiga da carteira no que toca a comprar #Viagens de avião. No caso das rotas nacionais, os preços mais baixos podem ser encontrados dois meses antes da partida. Já no que diz respeito aos voos internacionais, o melhor é mesmo comprar a sua viagem com seis meses de antecedência. Se adquirir o seu voo entre 150 e 255 dias antes da partida, poderá conseguir poupar cerca de 22%, sendo que o ideal é comprar o bilhete 171 dias antes da mesma. Por outro lado, os preços disparam 25 dias antes, no caso dos voos nacionais, e 50 no caso das rotas internacionais.

Publicidade
Publicidade

As companhias aéreas sobem e descem os preços dos bilhetes constantemente e de forma estratégica. Tendo em conta que o fim-de-semana é uma altura de descanso e quando as pessoas têm mais tempo para despender no planeamento das suas férias, os bilhetes tendem a encarecer. Um estudo recente, publicado pela Expedia, uma agência de viagens online americana, demonstrou que os bilhetes comprados aos sábados com três semanas de antecedência ficam 5,44% mais caros. Se a reserva for feita no último momento (com menos de três semanas de antecedência), o pior dia é a sexta-feira, com um custo 4% superior ao normal.

Os dias de semana, com exceção da sexta, são assim os melhores para marcar as suas viagens de avião. Os especialistas da Expedia observaram que comprar o bilhete na terça-feira à tarde (por volta das 15h) pode equivaler a uma poupança média de 5% do custo do voo, cerca de 25 euros. A razão? O Wall Street Journal afirma que é o momento em que menos gente está predisposta a comprar.

Publicidade

Os seguintes dias mais baratos são, por esta ordem, quartas, quintas e segundas.

Segundo dados avançados pelo site Chepair, uma companhia de reservas online estadunidense, os preços podem variar cerca de 92 vezes desde o dia em que são lançados até à data da viagem. E a diferença entre o momento mais caro e o mais barato pode chegar aos 275 euros. Por isso, o melhor que tem a fazer é vigiar com frequência as páginas das companhias de modo a obter o voo mais barato possível. É certo que o mais comum é baixar às terças, mas também há probabilidade de aparecerem bilhetes acessíveis a qualquer outro momento da semana.