Publicidade
Publicidade
10

Terminou ontem na FIL o Salão do Automóvel e Veículo Ecológico. Mesmo sem a dimensão de outros tempos, o Salão não desiludiu. O evento decorreu entre os dias 31 de Outubro e 8 de Novembro de 2015 e contou com a participação de várias marcas do setor. Em dois dos quatro pavilhões da FIL, os visitantes puderam ver as principais novidades das marcas com especial destaque para os veículos híbridos e elétricos mostrando a crescente tendência com as preocupações ambientais. Para além de poderem ver os automóveis, os visitantes do Salão puderam também adquirir os modelos expostos a preços especiais fixados especialmente para o evento.

Comecemos pelo pavilhão 1, e logo à entrada estava a marca do cavalinho rampante, a Ferrari.

Publicidade

Aqui não nos deixaram entrar nos veículos mas pudemos ver três dos modelos da marca: o California T, o 488GTB e o F12 Berlinetta. São automóveis que não estão acessíveis a todas as carteiras mas não basta ter dinheiro para ter um Ferrari, é preciso mãos para conduzir estes veículos que conseguem andar a mais de 300 km/hora.

Ao lado da Ferrari estavam a Mazda e a Audi. A Mazda expôs as novas versões dos modelos 2, um modelo mais citadino; 3, um modelo de carroçaria hatchback e 6 disponível em duas versões, carrinha e sedan. A marca nipónica apresentou igualmente os seus modelos crossover CX-3 e CX-5 e no campo dos automóveis desportivos pudemos ver ao detalhe o novo MX-5. Já a Audi ocupou um espaço amplo carregado de novidades onde tivemos a oportunidade de ver as novidades dos modelos A (A1, A3, A4, A6, A7 e A8) com a introdução de um modelo híbrido na série A3.

Publicidade

Estavam igualmente expostos o potente desportivo TT, os crossover Q3 e Q5 e o modelo SUV do construtor alemão, o Q7.

De seguida ficámos a par das novidades da Citroën, da Volkswagen e da Skoda. A Citroën apresentou os novíssimos modelos da série C com especial destaque para o C Zero, o veículo elétrico do construtor francês. Conhecemos também os novíssimos C1 (modelo citadino), C3, C4 nas versões clássica, Cactus e Picasso, o C5 nas versões sedan e tourer e a nova versão do seu modelo comercial a Berlingo Multispace. A Skoda, que tem dado uma revolução na sua imagem de marcas nestes últimos anos, mostrou as suas principais novidades no que diz respeito às gamas Fabia, Rapid Spaceback, Superb e Octavia.

Já a Volkswagen, com um dos maiores expositores do Salão, apresentou várias novidades principalmente no que diz respeito a veículos ecológicos. O UP apresenta agora duas versões, uma normal e outra elétrica, o E-UP. O citadino Polo também exposto esteve em destaque mas na gama Golf o destaque vai para dois modelos híbridos, o E-Golf e o GTE Plug-in.

Publicidade

Destaque também para o Passat, o desportivo Scirocco, os monovolumes Touran e Sharan, o Crossover Touareg que apresenta também um modelo híbrido e a coqueluche da marca, o Beetle (carocha).

A meio do pavilhão 1 encontrámos a Hyundai, a Seat, a Ford e a Smart. A Hyundai apresentou os novíssimos i10, i20, i30 e i40 mas quem dominou as atenções foram os SUV do construtor japonês, o Tucson e o Santa Fé. Já a Seat apresentou as novas versões do citadino Mii e do Leon mas os olhos estiveram postos no modelo icónico da marca, o Ibiza e nas tecnologias apresentadas no novo Allhambra, um monovolume fabricado em Portugal.

A Ford teve uma presença forte no Salão e apresentou vários modelos entre os quais o KA, o Fiesta, Mondeo e o Focus. No segmento de monovolumes, conhecemos as novidades dos modelos B-Max, C-Max, S-Max e Galaxy e ainda tivemos oportunidade de espreitar os SUV da marca, o Kuga e o Ecosport. A principal atração da marca norte-americana foi sem dúvida o novo Mustang, um carro que apaixona várias gerações. A Smart apresentou os seus modelos fortwo e forfour mas uma das atrações da marca foi o material utilizado para fazer o anúncio do “Smart effect”.

Siga nos próximos artigos as novidades das restantes marcas presentes no Salão. #Automobilismo #Exposições