Um destino de calor, cores e magia. Assim é #Cartagena das Índias, no litoral colombiano, banhada pelo Oceano Atlântico. Local de gente simples e muita história, a cidade oferece uma ampla variedade de pontos a serem conhecidos pelos turistas. Quatro a cinco dias é tempo suficiente para visitar este destino, ideal para casais e que também atrai caminhantes de todo o mundo. Confira dicas para aproveitar o melhor da cidade:

1 – Ciudad Amurallada

De preferência, fique hospedado em algum hotel, hostel ou pousada do Centro Histórico, que é cercado por uma muralha com 11 quilómetros de extensão. Na Ciudad Amurallada estão as casas antigas coloridas de flores nas varandas, as ruas são estreitas e a maior parte dos pontos são turísticos.

Publicidade
Publicidade

Andar pela muralha é obrigatório durante a sua visita a Cartagena. Além disso, caminhar pelas "calles" é fácil e garante uma experiência de imersão na cultura da cidade, tanto de dia quanto de noite, quando um clima boémio e animado toma conta das vias. À noite, aliás, é possível passear em carruagens que circulam pela Ciudad Amurallada.

2 – Ver o sol morrer no mar

Sobre a muralha está o Café del Mar, ponto tradicional de encontro para quem quer apreciar o sol a dizer adeus no mar colombiano. Para conseguir um bom local, é importante chegar cedo, antes das 17 horas. O horário de pôr do sol varia um pouco conforme a época do ano, mas é importante estar atento porque quando ele toca o mar, leva poucos minutos para desaparecer. Também é possível ficar ali noite dentro, pois o bar serve bebidas deliciosas.

Publicidade

3 – A noite nos arredores da Torre del Reloj ou em Getsemaní

A vida noturna em Cartagena tem várias opções, que passam desde os atuais eletrónicos, até à salsa e o reggaeton. Nos arredores da Torre del Reloj, há várias casas noturnas que promovem festas nos terraços, propiciando uma vista incrível enquanto você aproveita a festa. Como a maioria não cobra entrada, é possível ir a vários locais na mesma noite.

Há ainda a Calle Media Luna, no bairro de Getsemaní, onde fica o conhecido Café Havana, local que oferece salsa tocada ao vivo por uma banda. Além dele, há outros bares e casas noturnas para todos os gostos – frequentados pelos moradores e especialmente pelos turistas. Getsemaní era o bairro onde viviam as pessoas mais pobres de Cartagena no passado, então também é interessante para uma caminhada durante o dia, para observar as construções antigas.

4 – Os túneis do Castillo San Felipe de Barajas

Embora leve o nome do castelo, o local na verdade funcionava como um forte para defender Cartagena de invasões feitas por terra, já que pelo mar, os corais evitavam a aproximação de inimigos.

Publicidade

Para entrar, é preciso pagar ingresso e, lá dentro, há um tour guiado onde é explicada a história do local e alguns dos segredos da arquitetura, como, por exemplo, o fato de os corredores serem baixos, já que os invasores ingleses eram mais altos que os espanhóis que defendiam o local. Apesar do custo, vale a pena para conhecer bem o local e andar pelos túneis onde tantas batalhas foram travadas. Esta parte do passeio não é recomendada a claustrofóbicos.

5 – A Cartagena de García Márquez

O escritor e jornalista colombiano teve como cenário de boa parte de sua vida a cidade de Cartagena. Além de ver a casa em que Gabriel Garcia Márquez residia (que não é aberta a visitas) e onde escreveu alguns de seus livros, os turistas podem visitar o local que abriga as suas cinzas, o Claustro de La Merced, um antigo convento que funciona como um campus da Universidad de Cartagena.

Depois, vale a pena conhecer a Plaza Fernandez de Madrid, em frente à qual morava Fermina Daza, e onde Florentino Ariza a esperava passar, e a Catedral de Santa Catalina de Alejandría, onde eles trocaram algumas cartas, na história narrada em O Amor nos Tempos de Cólera. #colombia #Viagens