Tem o sonho de conhecer o mundo mas acha sempre que não tem dinheiro para isso? Veja como pode conhecer os seus destinos de sonho com menos dinheiro do que aquilo que imagina. Há várias maneiras e tipos de #Viagens que podem ser feitas, e tudo depende se se quer uma experiência mais tranquila, com mais aventura ou ainda uma imersão de cultura com os locais.

1. House Sitting

Esta é uma forma de #Volunturismo (troca de serviços entre duas partes), que consiste em o viajante ficar na casa de uma pessoa (que por algum motivo tem que se ausentar da sua residência por determinado espaço de tempo) "tomando conta" da casa. Por exemplo, se a pessoa tiver animais, o viajante presta os cuidados básicos e em troca o dono da casa disponibiliza-lhe a casa durante o tempo combinado.

Publicidade
Publicidade

Considerando que a acomodação é das despesas que mais pesa no orçamento de um viajante, esta pode ser a solução ideal.

2. Work Exchange/Troca de Serviços/Habilidades

Semelhante à opção acima (que é troca de serviços com uma entidade particular), esta sugestão é uma troca de serviços mas desta vez com uma empresa/negócio (ex: hostel, fazendas, albergues, etc...). O viajante oferece os seus serviços e em troca recebe acomodação, e em muitos casos a alimentação também está incluída (dependendo do que é acordado entre as duas partes, pode ser uma, duas ou até as três refeições principais). Os serviços que o viajante oferece podem ser variados de acordo com as suas habilidades (ex: limpezas, ajuda na criação de um site, promover festas e eventos, fotografias e vídeos para o site da empresa, jardinagem e muitas outras).

Publicidade

Ao se conseguir acomodação com refeições, o custo da viagem pode baixar drasticamente, para além de assim ser possível conhecer pessoas de vários lugares do mundo.

3. #Couchsurfing

Ao contrário das outras sugestões, esta não consiste em troca de serviços. Couchsurfing é, nada mais nada menos, que um habitante de determinado país abrir as portas da sua casa e oferecer hospedagem grátis por determinados dias. Nem sempre será um quarto garantido, podendo ser um sofá (como o próprio nome indica) ou um cantinho da casa que o morador determinou para receber os viajantes. Há quem considere esta modalidade de turismo uma troca de experiências entre o viajante e o morador, pois permite às duas partes conhecer as culturas um do outro: o viajante convive com um nativo do tal país e o morador recebe uma nova cultura na sua casa. É completamente grátis e não retira ao viajante o tempo para conhecer o novo lugar. Uma óptima opção para viajantes mais modernos.