Investigadores do Museu Nacional de #História Natural e do Grupo de Biologia Evolutiva da UNED (Madrid) estão a avaliar os achados paleontológicos que foram descobertos na zona de Santiago de Litém, no concelho de Pombal, distrito de Leiria. Numa primeira abordagem aos fósseis, aqueles investigadores suspeitam que os restos osteológicos pertencem a um grupo de dinossáurios saurópodes. Atendendo à dimensão de alguns dos restos encontrados, estima-se que os saurópodes poderiam atingir mais de vinte metros de comprimento. Depois das primeiras escavações, os especialistas estão a preparar uma nova campanha de pesquisas.

Depois da surpreendente descoberta, em 1988, da jazida dos Andrés, onde foram encontrados os restos do primeiro dinossáurio carnívoro Allosaurus da Europa, a zona de Santiago de Litém volta para a lista dos achados paleontológicos. Tal como aconteceu na ocasião, também agora foi um popular que achou alguns restos fósseis no quintal de uma habitação, tendo alertado de imediato a junta de freguesia local.

Entre 18 e 22 de Maio, Elisabete Malafaia, da Faculdade de Ciências e Instituto Dom Luiz e Museu Nacional de História Natural e da Ciência, Bruno Ribeiro, também do Museu Nacional de História Natural e da Ciência da Universidade de Lisboa, e os biólogos da UNED (Madrid) Iván Narváez, Fernando Escaso e Francisco Ortega, "identificaram os primeiros restos como provavelmente pertencentes a dinossáurios saurópodes do Jurássico Superior", revelam numa nota de imprensa.

A mesma nota refere que "numa primeira escavação para avaliar a jazida, foram descobertos cerca de cem restos osteológicos" e, apesar de "não muito abundantes, foram também encontrados alguns restos fósseis pertencentes a outros grupos de vertebrados, como crocodilos e tartarugas, assim como de invertebrados e plantas, todos eles contemporâneos". Os investigadores procederam à estabilização, extracção e documentação dos restos localizados num dos sectores da jazida e, em parceria com a junta de freguesia, preparam uma nova campanha de escavações.

De acordo com o documento remetido à Imprensa, "os saurópodes são um grupo de dinossáurios de grandes dimensões, quadrúpedes, herbívoros muito abundantes durante o Jurássico Superior em todo o mundo e representados por formas tão conhecidas como Diplodocus e Brontosaurus". Considerando a dimensão de alguns dos achados encontrados na Junqueira, uma pequena aldeia de Santiago de Litém, os investigadores referem que aqueles saurópodes "poderiam atingir mais de vinte metros de comprimento".

Aqueles fósseis poderão acrescentar novos elementos relevantes para o conhecimento das faunas Mesozoicas, tendo em conta que os saurópodes são animais relativamente mal conhecidos no sector Norte da Bacia Lusitânica. #Natureza