A Câmara Municipal de Pombal vai colocar na estrada um vasto dispositivo de apoio aos milhares de peregrinos que deverão atravessar o concelho na sua caminhada de fé em direcção a Fátima. O objectivo principal é garantir a segurança dos caminhantes ao longo dos cerca de 30 quilómetros entre o Norte do concelho, no limite com o distrito de Coimbra, e o Sul, no limite com o concelho de Leiria. Para o efeito estarão mobilizados voluntários de cerca de 20 entidades que irão prestar apoio e sensibilizar os peregrinos para a utilização de estradas alternativas ao Itinerário Complementar (IC) nº 2 (ex-EN1).

A memória do acidente ocorrido na madrugada do passado sábado em Cernache, no concelho de Condeixa-a-Nova, que vitimou 5 peregrinos de Mortágua ainda está viva. Mas não foi esse o motivo que levou a Câmara de Pombal a promover a sua acção de apoio e sensibilização aos peregrinos. A iniciativa foi lançada há precisamente um ano e volta a sair para a estrada para que "Pombal venha a ter o caminho de Fátima mais seguro de todos", diz a autarquia.

De 8 a 11 de Maio, dias em que se registará um maior fluxo de peregrinos a atravessar o concelho, oriundos do Norte do país, voluntários de vários organismos irão informar os caminhantes sobre a existência de percursos alternativos ao IC2, desde a freguesia da Redinha (a Norte) e as Meirinhas (a Sul). A missão estará a cargo de organismos como a Associação de Comandos, Liga dos Combatentes, Lions e Leos Clube, Agrupamentos de Escuteiros, Associação de Pensionistas Reformados e Aposentados, Cruz Vermelha, militares da GNR e agentes da PSP, entre outros.

Para além da informação disponibilizada através de um folheto, com indicações dos percursos alternativos, locais de abastecimento, zonas de refrescamento, indicação dos espaços para pernoitarem, zonas para estacionamento de carros de apoio, espaços disponíveis para banhos e descansos, e contactos úteis, entre outros, serão instalados, também, alguns locais para a prestação de cuidados de enfermagem, massagens e primeiros socorros.

Para a autarquia, aquela iniciativa é uma forma de apoiar os peregrinos, disponibilizando-lhes o maior conforto e segurança durante as horas que permanecem no concelho. Até porque Pombal é um dos concelhos que habitualmente, de ano para ano, é escolhido para que grandes grupos de peregrinos façam a sua pausa durante a caminhada de fé em direcção da Fátima. Designadamente os oriundos da região Norte, como são o caso dos agrupamentos de centenas de peregrinos de Amarante e Paredes, entre outros. #Religião #Causas