Mais de 300 pessoas, de vários pontos do país, são esperadas na noite de sábado, 4 de Julho, em Pombal, no distrito de Leiria para participar na Corrida dos Gambuzinos. Uma prova "totalmente sui generis" com "características singulares". Os participantes terão de percorrer cerca de 5 quilómetros com passagem pelo interior de edifícios públicos, monumentos e obstáculos. A ideia da Câmara Municipal de Pombal foi criada no ano passado e repete-se agora com algumas surpresas.

E se de repente alguns dos edifícios públicos da cidade de Pombal abrissem as suas portas num sábado à noite para deixar passar os praticantes de #Atletismo pelos seus corredores e escadarias? Não é imaginário, como os gambuzinos, mas é a pura realidade. Aconteceu há precisamente um ano e regressa no próximo sábado. Os atletas terão de passar pelo interior de alguns edifícios municipais, como Câmara, Biblioteca, Arquivo, Pavilhão Gimnodesportivo, Piscina, e monumentos como o Castelo e até autocarros.

A Corrida dos Gambuzinos apresenta um formato original e, segundo Fernando Parreira, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Pombal, já existem interessados em importar o conceito para outras zonas do país. "No ano passado foi um grande sucesso e o feedback por parte dos participantes foi extremamente positivo", diz o autarca, para justificar a realização da segunda edição da prova, referindo que "foi uma proposta arrojada".

Uma corrida nocturna de aventura que inclui também uma vertente de caminhada, destinada a quem não queira correr durante os cinco quilómetros. Uma espécie de visita guiada a algum património edificado da cidade. Para além de o circuito contemplar passagens por escadarias e corredores dos edifícios, os participantes terão ainda de ultrapassar alguns obstáculos que serão instalados em algumas áreas do percurso.

Outra singularidade prende-se pelo facto de a corrida ser disputada em contra-relógio, onde só depois do último atleta chegar à meta, instalada em pleno centro da cidade, frente aos Paços do Concelho, é que os restantes ficarão a conhecer a sua classificação.