Segundo o site Diário de Leiria, Eduardo Souto Moura, que em 2011 foi vencedor do prémio Pritzker, agora tem em mãos a requalificação do Mosteiro de Alcobaça. O presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio, anunciou no passado dia 2 de dezembro que o claustro do Mosteiro será um hotel de 5 estrelas. O grupo Visabeira fez o convite ao arquiteto vencedor do prémio Pritzker e, após a visita de Souto Moura ao monumento, a resposta foi positiva. 

Numa conferência de imprensa Paulo Inácio anunciou que o grupo Visabeira vai ter a seu cargo todas as despesas associadas ao projeto, com auxílio de fundos privados e ficará com a licença do espaço durante 50 anos. O Estado português receberá uma renda durante esse período e no término dos 50 anos o edifício voltará a ser público.  

Em fevereiro de 2016 o arquiteto Souto Moura deverá apresentar o anteprojeto, que será avaliado pelo júri formado pela autarquia de Alcobaça, pela Direção-Geral do Património Cultural, pela Direção-Geral do Tesouro e Finanças e pelo #Turismo de Portugal. 

Estima-se que o hotel esteja pronto em 2019 pois, de acordo com o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, o planeamento terá a duração de um ano e as obras a duração de três anos.

De acordo com Paulo Inácio, o Mosteiro de Alcobaça esteve "abandonado" durante 30 anos, pois durante esse tempo o Estado mostrou "incapacidade" em investir no monumento. Face a essa situação, o autarca louvou a coragem do grupo Visabeira em avançar com o projeto. 

O presidente da Câmara Municipal espera, caso o projeto avance num bom caminho, que Alcobaça possa vir a ter o "melhor hotel histórico" do país.  

Sobre o Arquiteto

De acordo com o site da Visão, Eduardo Souto Moura, nascido em 1952 na cidade do Porto, é o segundo arquiteto português vencedor do prémio Pritzker em 2011, depois de Álvaro Siza Vieira ser galardoado em 1992. O seu nome junta-se a outros arquitetos mundialmente reconhecidos como Frank Gehry, Rem Koolhaas, Oscar Niemeyer e Jean Nouvel. 

Das suas obras em Portugal destacam-se Estação de Metro da Trindade (Porto), a Casa das Artes no Porto, o Centro de Arte Contemporânea de Bragança, o Mercado da Cidade de Braga, entre outras. Em Espanha há a destacar a Casa Llabia e em Itália o Pavilhão de Portugal na 11ª Bienal de Arquitectura de Veneza.  #Autarquias