Numa altura em que grande parte das atenções dos media estão concentradas no recente caso de #Violência que envolveu as claques do SL Benfica e do Sporting CP, e que resultou na morte de um adepto italiano, também no #Futebol amador a violência parece continuar a ser uma constante, numa prova inequívoca que este é um mal transversal a todo o futebol, e não só ao mais mediático.

Depois de na temporada passada ter ficado na memória de todos o episódio de violência que envolveu os jogadores da equipa de Juniores do GD "Os Nazarenos", com estes a saltarem para a bancada e a agredirem brutalmente um jovem adepto da equipa do Grupo Desportivo Atouguiense, este domingo ficou novamente marcado por cenas de violência nos jogos de futebol da Associação de Futebol de Leiria.

Publicidade
Publicidade

Desta vez, tudo aconteceu no jogo que envolvia as equipas do GDRC Unidos e do Motor Clube, em partida a contar para a 1.ª Divisão Distrital. Num jogo que estava até então a decorrer na maior das normalidades, com a equipa da casa a vencer por 1-0, cerca do minuto 73', e depois de uma troca de palavras mais acesa, um adepto da equipa do GDRC Unidos invadiu o campo e, com movimento espontâneo e inesperado, agrediu o jogador Ivo Mota do Motor Clube.

A partir daí, seguiram-se momentos de verdadeira confusão envolvendo jogadores e equipas técnicas e só a muito custo se conseguiu finalmente acalmar a situação, com o atleta Ivo Mota a ficar bastante maltratado, e a ter que recorrer a assistência hospitalar. O agressor foi prontamente detido pelas autoridades presentes no policiamento do jogo, tendo sido esta manhã presente a tribunal.

Publicidade

Para além do agressor, as autoridades fizeram mais algumas identificações, a partir de queixas de ambas as equipas.

A situação segue agora para o conselho de disciplina da Associação de Futebol de Leiria, onde certamente serão aplicadas penas pesadas.

Torneio de Páscoa também marcado por violência

Apesar de não ter existido nenhum episódio desta gravidade, esta situação de violência surge uma semana apenas depois de, no Torneio de Páscoa realizado na Marinha Grande, terem também sucedido casos de alguma tensão entre pais de atletas das várias equipas presentes.

O torneio, um dos mais conhecidos a nível de futebol jovem na zona centro, teve vários jogos marcados por problemas disciplinares, e num deles, em Picassinos, foi mesmo necessário, chamar as forças da autoridade para apaziguar os ânimos. #Polícia