A falta de acesso facilitado à saúde na cidade de Lisboa é um problema que afeta milhares de pessoas idosas que se encontram privadas de médico de família e, mesmo, em situação de isolamento. Ao aperceber-se da gravidade da situação, Duarte Paiva, fundador da Associação Conversa Amiga e arquiteto de profissão, decidiu criar uma solução simples, prática e eficaz que permitisse resolver esta lacuna. É, assim, que surge o projeto "Quiosques da Saúde" que se traduz na criação de construções de tipo quiosque adaptadas para funcionarem como pequenos consultórios médicos e de enfermagem a funcionarem, sobretudo, em regime de voluntariado. O modelo adotado, um conjunto de estruturas pré-fabricadas de estrutura simples, permite associar, por um lado, a facilidade do seu acesso aos utentes, e, por outro, a familiaridade, já que em vez de irem comprar um jornal ou revista, as pessoas podem ir a uma consulta ou medir a sua tensão.

A ACA é uma IPSS (Instituição Particular de Solidariedade Social sem fins lucrativos) que atua, maioritariamente, no terreno e tem como objetivo principal apoiar pessoas em situação de solidão e exclusão social. Foi exatamente após uma série de conversas de rua com idosos que referiram esta dificuldade de acesso aos cuidados primários de saúde que decidiu criar este projeto. Inovador na forma e conceito permite, assim, que as pessoas de idade saiam de casa e tenham uma consulta criando, deste modo, uma nova relação com a Saúde, mais próxima, simples e interativa, ao mesmo tempo que promove a sua autonomia e independência, contribuindo para o seu bem-estar e para a diminuição do isolamento e da exclusão social.

O primeiro quiosque foi inaugurado no passado mês de Novembro na zona das Olaias e Areeiro enquanto protejo piloto e contou com o apoio do programa Energia BIP/ZIP - Bairros e zonas de intervenção prioritária de Lisboa, da Câmara Municipal de Lisboa. Atualmente, são já mais de 150 consultas médicas e de enfermagem realizadas em pouco mais de um mês e meio no "Quiosque da Saúde" e este ano está perspetivado ultrapassar as 900 consultas em apenas um quiosque.

Contudo, o objetivo é mesmo o da criação de uma rede de "quiosques da saúde" por toda a cidade de Lisboa, nas zonas de maior dificuldade de acesso aos cuidados de saúde primários. #Terceira Idade