A Câmara Municipal de Lisboa anunciou esta quarta-feira, ao final da tarde, que decidiu por unanimidade e aclamação, apresentar a ideia ao Governo para mudar nome do Aeroporto da Portela, em Lisboa, para Aeroporto Humberto Delgado. A ideia surge numa altura em que passam cinquenta anos desde que ocorreu o assassinato deste distinto militar português. Foi aprovada numa reunião camarária uma moção em que líder do município lisboeta, António Costa, afirmou que "Humberto Delgado foi uma figura de grande destaque no panorama político nacional no século XX, bem como um ás na aviação portuguesa". "Com estas duas facetas ajudou indubitavelmente naquilo que o nosso país se tornou actualmente. Estamos gratos a Humberto Delgado pelo seu desempenho. Daí que esta seja uma homenagem mais do que justa", acrescentou.

Esta moção foi aprovada com unanimidade e aclamação com direito a um voto para saudar a memória do aviador, Humberto Delgado. Recorde-se que Delgado nasceu em Boquilobo, Torres Novas, no dia 15 de Maio do longínquo ano de 1906. Foi barbaramente assassinado a 13 de Fevereiro de 1965, e está sepultado no Panteão Nacional.

António Costa falou ainda do passado político de Humberto Delgado, que sempre foi uma oposição a António de Oliveira Salazar. "Humberto Delgado colaborou activamente na oposição ao regime da época, lutando sempre pela liberdade e pela democracia. Estando sempre ligado a vários momentos referentes ao Estado Novo, como o assalto ao quartel de Beja", acrescentou.

"Há ainda a destacar qualidades ímpares de Humberto Delgado. Destaque para a sua lealdade, sentido de estado, inteligência, destreza e naturalmente o seu brio profissional. Todos estes adjectivos são poucos para qualificar a figura de quem falamos e que queremos homenagear dando o seu nome a um dos maiores pólos de atracção e de comunicação em Portugal", refere o autarca.

Na moção, apresentada por António Costa, há ainda a referência a alguns momentos da vida do aviador português, como é o caso da sua educação militar com passagens pelo Colégio Militar e pela Escola do Exército, entre os anos de 1917 e 1922. #Personalidades