Desde dia 15 de janeiro que os veículos com matrícula anterior a 2000 não podem circular em algumas zonas da Grande Lisboa. Esta medida diz respeito à terceira fase da Zona das Emissões Reduzidas. Antes desta data, a proibição dizia apenas respeito à circulação de veículos com matrícula anterior a 1996. Apesar da medida já ser conhecida há algum tempo, parece que agora apanhou muitos lisboetas de surpresa.

Quando aprovada, em 2010, a Câmara Municipal de Lisboa (CML) justificou estas proibições graduais com a má qualidade do ar da capital portuguesa. Esta justificação acabou por ser aceite por praticamente todos os lisboetas com quem a BlastingNews falou. Quase todos os entrevistados referem que se deve proteger o #Ambiente, principalmente em zonas como a Baixa/Chiado, que deve ser mais conservada. Mas a zona da Baixa/Chiado não é a única a ser complementada com esta medida. Os locais onde a circulação a veículos anteriores a 2000 está interdita corresponde à Zona 1, que é como quem diz, ao eixo da Avenida da Liberdade até à Baixa (abrangendo, ainda, o Cais do Sodré e o Campo das Cebolas).

No total, são mais de 100 mil viaturas proibidas de passar nestas zonas. Fora da proibição estão os transportes públicos, veículos de transporte de reclusos, da polícia, veículos históricos e, ainda, os veículos das pessoas que vivem dentro destas zonas. De recordar que a lei apenas se aplica nos dias úteis entre as 7h e as 21h. Apesar de a medida ser entendida, nem todos os cidadãos, que têm um carro anterior a 2000, dizem que a vão cumprir, pelo menos nos primeiros tempos. Essas pessoas são as mesmas que pedem um período de adaptação, contudo, parece que a CML não tenciona fazê-lo. Segundo dados oficiais, na primeira semana de lei foram multadas 20 pessoas, o que totaliza um valor de quase 500€.

No que toca às alternativas de transporte, as opiniões dividem-se. São muitos os lisboetas que dizem que há uma boa rede de transportes. Porém, há mesmo quem peça mais ciclovias para, assim, se deslocarem de forma gratuita e não poluente. #Automobilismo