Um incêndio de grandes dimensões deflagrou hoje numa fábrica de componentes de automóveis localizada no Carregado. A situação é critica na fábrica da Salvador Caetano, devido à presença de componentes químicos extremamente inflamáveis tais como acetona, diluentes e tintas que servem para a produção das peças e dos vários serviços da empresa. Já 7 pessoas foram assistidas com urgência, sendo 5 funcionários da Salvador Caetano e 2 bombeiros, mas até agora não se registaram vitimas mortais a lamentar. O forte cheiro a plástico queimado e químicos fez-se sentir nas povoações locais, mas, segundo os especialistas que se encontram no local, não há perigo a considerar na sua inalação.

O incêndio começou por volta das 19 horas num edifício da fábrica, que neste momento já se encontra completamente destruído. Bombeiros de várias corporações, incluindo Alenquer e Alhandra, dirigiram-se ao local para tentar controlar a intensidade das chamas. As instalações estavam em laboração, pois a empresa trabalha 24 horas/dia. Os funcionários apenas repararam que havia um incêndio quando se deu uma falha na luz. sendo que tiveram de fugir rapidamente porque as chamas depressa consumiram o local.

Várias explosões fora registadas devido às altas temperaturas que se fizeram sentir no local, especialmente quando as labaredas atingiram os químicos, dificultando o trabalho dos bombeiros. A Salvador Caetano ficou completamente destruída; apenas se vêm no local ferros retorcidos e restos de edifícios danificados. Neste momento os bombeiros estão a deitar abaixo o que resta dos edifícios, quase completamente queimados e em risco de ruir.

A fábrica situa-se no Carregado, a 30 kms de Lisboa, e efectuava a construção de peças automóveis e serviços de pintura automóvel como decapagem e metalização. Tinha vindo a alargar o seu mercado-alvo com novas tecnologias e serviços de tratamento de superfícies. Constituía ainda um centro de formação automóvel e de engenharia. Actualmente a sua oferta alargada servia empresas a nível nacional e internacional. A Salvador Caetano emprega cerca de 500 funcionários.