Começou esta quinta-feira, dia 28 de maio, a 85.ª edição da Feira do Livro de Lisboa. Como nos anos anteriores, a feira realiza-se no Parque Eduardo VII (junto à Rotunda do Marquês de Pombal), sendo organizada pela APEL (Associação Portuguesa de Editores e Livreiros). Para além dos espaços destinados às bancas de vendas de #Livros, também existem muitos espaços dedicados ao lazer e locais onde se pode comer e beber. Em termos de editoras presentes, é quase certa a presença das maiores editoras portuguesas, casos do Grupo Leya, Texto Editora, Gradiva, entre outros, e de alfarrabistas e editoras independentes.

A Feira do Livro de Lisboa realiza-se todos os anos e a edição de 2015 tem início no dia 28 de maio e encerramento a 14 de junho. O seu período de funcionamento é de segunda a quinta-feira das 12h30 às 23h00, às sextas das 12h30 às 24h00, aos sábados das 11h00 às 24h00 e aos domingos e feriados das 11h00 às 23h00.  

Todos os interessados podem consultar o site da Feira do Livro para obter informações referentes à agenda do dia, livros do dia, pesquisa de livros disponíveis nas bancas presentes e até criar uma wishlist. Podem também aproveitar a Hora H, iniciativa na qual, durante uma hora, poderá obter livros a metade do preço. Para além da compra de livros, os visitantes da Feira podem ainda assistir a workshops e participar em sessões de autógrafos com os principais escritores das editoras presentes. No dia de abertura estará a distribuir autógrafos o autor Laurentino Gomes, da Porto Editora.

 A organização aconselha que as pessoas se desloquem para a Feira através de transportes públicos (metro ou autocarro) uma vez que o estacionamento naquela zona é deveras complicado e poderá causar perturbações ao trânsito. Para mais informações poderá consultar o site da Feira do Livro de Lisboa e o site da APEL.

A edição do ano passado foi considerada um grande sucesso e os participantes desta feira esperam que o número de clientes e de compradores aumente, uma vez que os hábitos de leitura estão a mudar em Portugal e há cada vez mais pessoas a dedicar o seu tempo às leituras.