Vai nascer um novo empreendimento comercial no concelho sintrense. Segundo o Grupo Auchan Portugal, o hipermercado Jumbo de Sintra deverá ficar concluído em Novembro, mesmo a tempo do próximo Natal. As obras compreendem cerca de 15 mil metros quadrados, incluindo uma área de estacionamento para mais de 600 lugares, tudo isto localizado em frente ao Lidl de Mem Martins e a pouco mais de um quilómetro do centro comercial Fórum Sintra e Retail Park. Além disso, a construção abrange ainda a melhoria dos acessos junto à área, já condicionada por estar próximo a uma saída da IC19.

Por agora, estima-se que o Jumbo de Sintra abra portas em Novembro. Até essa altura, está garantido que o aumento de tráfego desta zona, junto ao nó de Mem Martins da IC 19 e da Estrada Nacional 249, e abrangendo uma zona industrial do concelho, não vai ser posto em causa. Isto porque o Grupo Auchan vai assegurar a requalificação de algumas das vias já a partir de Maio, incluindo em zonas como a Estrada de Mem Martins e a Rua Francisco Lyon de Castro, para onde os condutores poderão seguir sem condicionar a rotunda junto ao McDonald's, depois da ligação Lisboa-Sintra da IC19. Estas obras serão comportadas no âmbito do projecto, mas estão a ser supervisionadas pela autarquia da freguesia.

Recorde-se que o projecto do Jumbo de Sintra tinha sido reprovado em 2008, por ir contra o Plano Regional de Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa, e que a contínua reprovação por parte da Câmara Municipal, aquando da presidência de Fernando Seara, levou o projecto a tribunal. Foi, aliás, por imposição judicial, que foram emitidas as licenças municipais para o empreendimento começar, já com Basílio Horta como presidente da autarquia. Em declarações aos jornais regionais, o edil salientou a importância do investimento de cerca de 17 milhões de euros, assim como a criação de 300 postos de trabalho, frisando a necessidade de captar investimento em Sintra que este projecto vem colmatar.

Para poder avançar de acordo com as directrizes da Reserva Ecológica Nacional (REN), já que parte do centro comercial aí incide, o projecto incluiu a reabilitação da Ribeira da Azenha, a criação de uma ciclovia e área pedonal, assim como uma escola infantil de condução e uma área ajardinada. A construção tem também em conta os vários cursos de água que ligam Sintra à Foz do Tejo.

Na gaveta, pelo menos por enquanto, ficou o projecto Cidade da Sonae, que os cidadãos conseguiram travar através de uma petição. No entanto, outras iniciativas públicas e privadas têm sido postas em andamento para viabilizar aquilo que já existe no concelho. #Negócios