Ficámos a saber na manhã deste sábado, 13 de Junho, através da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC) - no dia de Santo António - a marcha vencedora da 83.ª edição das Marchas Populares. E a grande vencedora foi a marcha do Alto do Pina, sucedendo assim, a Alfama que tinha conquistado o título nas últimas duas edições do concurso (2013 e 2014).

A marcha do Alto Pina (vencedora em 2011 e 2012) já tinha sido considerada uma das favoritas à vitória, depois de um ótimo desempenho na primeira fase no MEO Arena, com um grandioso figurino (Figurinista Joaquim Guerreiro), e com uma coreografia criativa (coreógrafo Bruno Vidal), em que um dos momentos, faz lembrar o estilo neozelandês antes dos jogos de râguebi, com uma desgarrada entre homens e mulheres.

Os padrinhos foram a Teresa Guilherme e o Bruno Cabrerizo (ator brasileiro que ficou em segundo lugar no concurso da TVI - #Dança com as Estrelas). Depois das emoções ao rubro na noite mais longa da capital portuguesa, em que a festa durou até de manhã, com a tradicional festa na coletividade, a notícia da vitória foi recebida efusivamente pelo bairro, já que Alfama era considerada uma das favoritas à conquista do TRI.

Em segundo lugar ficou a sempre favorita marcha de Alfama, que teve como padrinhos Cinha Jardim e João Baião. Poderá ter contribuído para este desfecho a penalização que a marcha sofreu na primeira fase do concurso no MEO Arena, devido ao comportamento incorreto de uma das marchantes.

As marchas são avaliadas de 0 a 20 nas seguintes categorias: coreografia, figurino, cenografia, desfile na avenida, musicalidade, melhor letra, e melhor composição original. O Alto do Pina ficado com 241 pontos (venceu na categoria de melhor figurino e melhor desfile na avenida), já Alfama ficou com 240 pontos (venceu na categoria melhor musicalidade, melhor composição original - "Marinheiro de Alfama" - e melhor coreografia, nesta categoria ficou empatada com a marcha da Madragoa).

Por último, no terceiro lugar do pódio ficou a surpreendente marcha de Alcântara (com 221 pontos, e vitória na categoria de cenografia), apadrinhada por Andreia Rodrigues e Pedro Granger. Destaque ainda para a Marcha de São Vicente que ganhou na categoria de Melhor Letra.

As marchas a concurso este ano foram vinte, sendo elas: Bela Flor, Mouraria, Santa Engrácia, Marvila, Alfama, Graça, São Domingos de Benfica, Carnide, Madragoa, Benfica, Bica, Alcântara, Bairro Alto, São Vicente, Olivais, Baixa, Lumiar, Alto do Pina, Beato e Ajuda. #Entretenimento #Turismo