Um jovem caiu ao rio Tejo e morreu afogado, depois de ter saído de um bar nas Docas de Lisboa, segundo informou hoje a Polícia Marítima. O acidente ocorreu na madrugada deste sábado, dia 1 de Agosto, sendo que o jovem de 22 anos foi retirado da água por um amigo ainda com vida, porém este não terá reagido às manobras de reanimação realizadas pelo INEM e foi declarado o óbito no Hospital Francisco Xavier. Segundo o jornal “I”, a Polícia Marítima de Lisboa está agora a investigar o caso, mas ao que tudo indica não há indícios de qualquer tipo de crime. O acidente aconteceu por volta das 5 da manhã, depois de uma longa noite de copos com os amigos.

Uma típica noite de diversão nas Docas de Lisboa, local nocturno muito frequentado por turistas e locais, acabou em tragédia. Segundo avança hoje, dia 1 de Agosto, a Polícia Marítima, um jovem de 22 anos terá saído de um bar, onde tinha estado a divertir-se com os amigos, e caído ao rio Tejo. Os amigos que o acompanhavam terão alertado os vigilantes das Docas de Lisboa, que rapidamente informaram a Polícia Marítima de Lisboa.

Antes da chegada das autoridades, um dos amigos da vítima terá conseguido retirar o corpo do rio ainda com sinais vitais, por volta das 5h40 da manhã deste sábado. Contudo, e apesar das múltiplas tentativas de reanimação, o jovem não terá conseguido responder e terá morrido a caminho do Hospital Francisco Xavier, noticia o jornal “I”.

Cabe agora à Policia Marítima investigar o caso do #Afogamento do jovem, depois de este ter saído de um espaço nocturno nas Docas de Lisboa com os seus amigos. Segundo o comunicado revelado hoje pelas autoridades, não existe qualquer tipo de indícios criminais, tendo esta tragédia sido causada por um acidente, provocado ou não pelo álcool que este jovem ingeriu durante toda a noite.

Mesmo com vigilância apertada nesta zona de diversão nocturna, bastante frequentada nestas noites de Verão, o acidente fatal não foi possível de ser evitado e, por isso mesmo, conclusões terão de obrigatoriamente ser retiradas, a fim de evitar novas situações deste género.