Uma bebé de apenas nove meses viu negado o atendimento no Centro de Saúde de Vila Franca da Xira, na última terça-feira, 25 de Agosto. Ariana terá chegado nove minutos atrasada ao Centro de Saúde, um atraso que a médica não tolerou. Os pais ainda terão tentado aguardar até ao final das consultas, para que a médica os atendesse, mas sem sucesso. Por um atraso de nove minutos, esta bebé terá que aguardar mais de um mês para nova consulta, agendada para 29 de Setembro, o que deixou os pais indignados e os levou a apresentar queixa no livro de reclamações

Os pais confirmam ter chegado atrasados mas nem a justificação de terem tido problemas no trânsito surtiu qualquer efeito junto do Centro de Saúde. No mesmo dia, os pais da pequena Ariana, Patrícia e Francisco Vicente, viram outro casal passar pelo mesmo problema, com o filho. Também por um pequeno atraso, um outro bebé terá ficado sem consulta, o que para o pai de Ariana não faz muito sentido. Em declarações ao Correio da Manhã, Francisco Vicente disse não entender os motivos que levaram uma médica a estar "uma hora sem atender", uma vez que as consultas são agendadas de meia em meia hora e "houve duas recusas". Razões que levavam este pai a acreditar que a médica os pudesse atender no final das outras marcações, o que não sucedeu, com o Centro de Saúde a optar pelo reagendamento da consulta para Setembro. 

Como justificação para o sucedido, estes pais terão ouvido tratar-se de "normas internas", contou Patrícia Vicente, a mãe de Ariana, em declarações ao Correio da Manhã. E essas normas indicam que todos os utentes devem estar presentes 30 minutos antes da hora marcada para a consulta, como contou uma fonte do gabinete de Comunicação da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, ao mesmo jornal.

Sobre o sucedido, a mesma fonte terá considerado o procedimento normal, tendo em conta a agenda da médica em questão, que estaria "totalmente preenchida" nesse dia. Na impossibilidade de agendar a consulta para o mesmo dia, para o final das marcações, como seria desejo dos pais, o Centro de Saúde passou para o reagendamento da consulta para a primeira vaga possível. Mais de um mês depois.  #Família #Casos Médicos