Numa iniciativa inédita de uma comum cidadã portuguesa, esta pode tornar-se numa futura opção para quem gosta e quer ajudar os outros nesta quadra. Surgiu há cerca de duas semanas quando Sílvia, de 33 anos, viu uma fotografia nas #Redes Sociais de dois casacos pendurados em dois postes de eletricidade no Canadá. A mensagem era simples: Transformar postes em bengaleiros solidários com agasalhos para quem tivesse frio.

Da ideia à criação da página do Facebook "Heat the Street", primeiro com a ajuda de amigos e depois com muitas outras dezenas de pessoas que se quiseram juntar, foi um passo. 

Assim, amanhã, dia 15 de Dezembro a partir das 19h por vários locais da cidade de Lisboa, como Santos, Largo de São Paulo ou a Avenida 24 de Julho e em Vila Franca de Xira na Rua Luís de Camões, a magia da solidariedade vai acontecer.

Como afirmam as criadoras, esta iniciativa não se destina exclusivamente aos sem abrigo da cidade de Lisboa, mas a todas as pessoas que nesta altura do ano sofrem com o frio. Do mesmo modo, não haverá qualquer tipo de vigilância, ficando na consciência de cada um levar casacos sem necessitar realmente deles.

Espera-se que o bom senso seja a palavra de ordem e acredita-se que esta iniciativa vá aconchegar quem mais precisa, não só nesta altura do ano, mas por todo o inverno, altura em que as condições de quem vive na rua pioram substancialmente.

Se quiser fazer parte desta iniciativa solidária basta deixar o seu casaco com a etiqueta “Estou aqui para ti. Se estás na rua e com frio, leva-me contigo para te aquecer”. Podem ainda ser deixados outros tipos de vestuário como cachecóis, gorros e luvas.

As etiquetas podem ser impressas na página do Facebook do evento acima mencionado.

Espera-se uma forte adesão a esta iniciativa, pois, a contar com o feddback de participantes na página do evento, amanhã vão poder ver-se em toda a cidade vários agasalhos prontos a aquecerem quem mais precisa.

Amanhã se vir um casaco num poste, apenas sorria!

Aqui está a página desta iniciativa no Facebook:

#Natal #Causas