A madrugada desta sexta-feira, 19 de Fevereiro, foi de tragédia numa das zonas mais luxuosas de Lisboa. Um casal de nacionalidade chinesa deixou a sua filha de 5 anos sozinha em casa e foi passar a noite no Casino de Lisboa. Quando chegaram a casa, já de madrugada, deram por falta da criança e alertaram as autoridades. A menina terá caído do apartamento daquela que é considerada a torre mais alta da cidade de Lisboa. Os progenitores poderão ser acusados pela morte da filha, podendo vir a ser punidos com uma pena de três a dez anos de prisão.

Poucos minutos faltavam para as 3:30 horas desta sexta-feira quando chegou o alerta à #Polícia de Segurança Pública. Um casal de nacionalidade chinesa tinha acabado de chegar a casa, no 21º andar da Torre São Rafael, na Avenida do Índico, numa das zonas mais nobres de Lisboa, o Parque das Nações. Tinham deixado a sua filha, de apenas 5 anos, sozinha em casa para ir ao Casino, localizado nas proximidades. Talvez a cumprir uma rotina habitual. Todavia, desta vez a noitada acabou em tragédia. Chegaram à habitação e deram pela falta da criança.

Segundo relata o Jornal de Notícias, o casal “viu uma janela aberta” e quando “espreitaram para baixo descobriram o corpo da filha, sem vida”. Ao que tudo indica, a menina terá caído de uma das fachadas laterais daquela torre residencial, localizado paredes meias com o centro comercial Vasco da Gama. O corpo foi encontrado num dos logradouros do condomínio de luxo e foi recolhido e transportado para o Gabinete de Medicina Legal, cerca das 6:45 horas, depois de efectuadas as perícias forenses e policiais no âmbito da investigação.

Tendo em conta a hora que terá acontecido a tragédia, e uma vez que se trata de uma zona residencial reservada, habitada na sua maioria por actores, jogadores de futebol e empresários, ninguém se terá apercebido da queda da criança. Por outro lado, considerando que a queda foi alegadamente de uma altura significativa, seria muito improvável que a criança viesse a sobreviver.

As circunstâncias daquela morte estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária, que já terá inquirido os pais. Segundo alguma imprensa, ao casal poderá ser imputada a prática de um crime de “exposição ao abandono”, incorrendo a uma pena de prisão entre os três e os dez anos, em caso de morte. O Jornal de Notícias recorda que em 2011 uma jovem brasileira de 17 anos também morreu na sequência de uma queda do 15º andar daquela mesma Torre São Rafael.