Foi na passada segunda-feira de manhã, 25 de Abril, que um grupo de jovens entrou num estabelecimento situado entre o bairro de Santos e o Cais do Sodré e se envolveu num episódio de #Violência com o dono do restaurante Palácio do Kebab, estabelecimento que foi inaugurado no passado mês de Março. A confusão começou dentro do restaurante mas logo depois os 7 homens saíram para a rua, onde foram filmados por uma das pessoas que assistia à briga. No vídeo amador é possível ver que o dono do restaurante tem uma faca na mão, usando-a para se defender dos agressores, e que durante o confronto um tiro é disparado. Devido a este disparo a Polícia Judiciária foi chamada no local.

A violência do acontecimento fez com que os 7 homens envolvidos no confronto dessem entrada em unidades hospitalares para procurar tratamento médico, o que viria a permitir à polícia identificá-los. O dono do Palácio do Kebab foi assistido no Hospital de São José, tendo tido alta no próprio dia. No mesmo hospital foram identificados 4 jovens, também com ferimentos ligeiros, e os outros 2 foram identificados no Hospital Garcia Orta, em Almada.

Até ao momento, os jovens, que têm idades compreendidas entre 22 e 24 anos, não prestaram declarações, mas o proprietário do restaurante falou esta terça-feira, 26 de Abril, com Paulo Varanda, repórter da SIC, contanto a sua versão dos factos. O dono do estabelecimento disse que tinha chegado para fazer a limpeza do restaurante, como é habitual, e por isso tinha a porta meia aberta. De repente, entrou para dentro do local um grupo de pessoas que vinha de uma discoteca, de acordo com o Expresso. Os jovens pediram comida, ao que o dono respondeu que não era possível, uma vez que estava a preparar as coisas para o dia e não tinha nada feito, mas os consumidores exigiram uma refeição.

Segundo o dono do restaurante, o grupo era composto por aproximadamente 25 pessoas e reagiu mal à notícia, começando a roubar o terminal de multibanco e mesmo a pegar no telemóvel do senhor.  Ao ver esta situação, o senhor agarrou numa faca para se defender e feriu algumas pessoas do grupo.

Dos 25 membros do grupo, 6 jovens continuaram a agredir o proprietário do restaurante à porta do estabelecimento. Paulo Varanda disse que o proprietário confirmou um tiro, mas sublinhou que a pessoa que tinha a arma disparou de propósito para o chão. #Crime