Um bebé de oito meses morreu na manhã desta quinta-feira, 9 de Março, numa #Creche em Lisboa, na zona de Arroios. Até ao momento, desconhecem-se quais terão sido as causas da #Morte. A mãe da criança, ao ser informada do sucedido, sentiu-se mal e teve de ser assistida no Hospital de São José.

Pouco passava das 11h30 desta quinta-feira quando o alerta foi dado. Um bebé, de apenas oito meses, morreu no Centro Escolar Dr. Salgueiro Almeida, em Arroios. Depois de ter sido dado o alerta, o INEM esteve no local, bem como uma viatura do Hospital de São José, mas o óbito viria a ser declarado ainda na creche. De acordo com a informação disponível até ao momento, as funcionárias do centro preparavam-se para a hora de almoço quando se depararam com o sucedido.

Segundo avança o Correio da Manhã, o pai levou o menino à creche de manhã, por volta das 9h30, e mais tarde recebeu uma chamada por parte dos funcionários do centro a avisar que a criança já se encontrava morta. Segundo o Diário de Notícias, o INEM avança que parece tratar-se "de uma situação súbita", uma vez que a criança não apresentava sinais de trauma. As notícias mais recentes dão conta de que a mãe do menor terá sido hospitalizada depois de ter tido conhecimento da notícia.

Já o Jornal de Notícias, que também está a acompanhar o desenrolar desta situação trágica, dá conta que depois de todos os pais das crianças terem sido avisados do sucedido, "a instituição acabou por suspender as actividades para o resto do dia, em consequência da tragédia".

Por volta das 15 horas, as autoridades terão levantado o corpo da creche e transportaram-no para o Instituto de Medicina Legal em Lisboa, onde provavelmente irá decorrer a autópsia.

Ao que tudo aponta este seria o único filho de um jovem casal, e não seria conhecido nenhum quadro clínico de doenças no menor.

Este não é o primeiro caso de uma morte de um menor numa creche. Em 2015, um bebé, de apenas quatro meses, terá também ele morrido na creche durante o sono, em Famalicão. As conclusões, na altura, indicaram que a criança terá sofrido uma paragem cardiorrespiratória. #Família