Marco Ficini, de 41 anos, tinha nacionalidade italiana. Era adepto da Fiorentina em Itália, membro de uma das claques mais influentes do clube italiano e encontrava-se em Lisboa para assistir hoje ao derby entre Sporting e Benfica. Mas em Portugal era simpatizante do #Sporting. E mantinha mesmo ligações a uma das claques leoninas, a Juventude Leonina.

Marco morreu esta madrugada (22 de Abril) nas proximidades do Estádio da Luz, vítima de um acidente de viação, que tudo aponta que tenha sido intencional. O condutor que atropelou e matou o adepto italiano encontra-se em fuga. Além de o atropelar mortalmente, fugiu e nem sequer se preocupou em ajudar ou pedir auxílio para a vítima.

Publicidade
Publicidade

Foi aproximadamente cerca das 02.40 horas. O atropelamento terá ocorrido na sequência dos confrontos entre dois grupos de adeptos rivais (benfiquistas e sportinguistas). E quando as autoridades chegaram ao local apenas encontraram o adepto inerte no chão. Foram igualmente chamados os serviços de emergência, mas nada foi possível fazer para reanimar a vítima e o óbito foi mesmo declarado no local.

Por existir uma morte e claros indícios de um homicídio, a #Polícia Judiciária (PJ) já se encontra no terreno e iniciou as perícias e todas investigações. Segundo as últimas informações do Correio da Manhã, a PJ já terá confirmado que o atropelamento foi mesmo intencional. E, com a ajuda da testemunha que alertou e dos sistemas de videovigilância existentes no local, a Polícia de Segurança Pública (PSP) está a tentar a proceder à identificação da matrícula e do veículo que causou o atropelamento e a morte do Marco.

Publicidade

Maria do Carmo é mãe de um jovem que nesta madrugada passou nas imediações do Estádio da Luz quando ia para casa, de carro, e viu quase 40 pessoas em confrontos. Segundo o testemunho que ela deu ao Jornal de Notícias (JN) hoje ao fim da manhã, essas pessoas eram adeptos do Benfica e do Sporting e confrontavam-se. Nesse mesmo local, pouco tempo depois, um adepto leonino acabou mortalmente atropelado. Afirmou ainda ao JN que quando ela e o filho lá passaram, ainda lhe bateram no vidro do tejadilho e com ferros no carro, pelo que se dirigiram de imediato para a esquadra mais próxima, em Benfica, e apresentaram queixa.

Entretanto o clube da Luz já demonstrou o pesar pela trágica morte e disponibilizou todas as imagens de videovigilância para as autoridades.

O condutor, que ainda se encontrava em fuga, foi já identificado pelas autoridades. #Crime