Um jovem de 21 anos de idade foi detido pelas autoridades policiais, suspeito por ser o autor do #Crime que provocou a morte de um taxista no concelho da Amadora, região de Lisboa. A detenção do rapaz foi efectuada pelos inspectores da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo da #Polícia Judiciária com a colaboração dos agentes da Polícia de Segurança Pública da Amadora. O suspeito está indiciado, ainda, de um roubo violento a um outro taxista e de assaltos a estabelecimentos comerciais. Já estava condenado por outros crimes da mesma natureza.

O anúncio da detenção foi feito nesta quarta-feira, 31 de Maio, através de um comunicado emitido pela Polícia Judiciária.

Publicidade
Publicidade

No documento, aquela polícia informa que o jovem, de 21 anos de idade, foi detido no âmbito da investigação realizada após os factos ocorridos na madrugada de 20 de Maio, numa rua da Damaia, no concelho da Amadora. Na ocasião, populares alertaram as autoridades policiais para a existência de um taxista caído em plena via pública, junto ao seu automóvel de serviço, com sinais de ter sido esfaqueado. Quando os serviços de emergência chegaram ao local ainda encontraram a vítima, de 57 anos, com sinais vitais, mas apesar dos esforços no socorro, não resistiu aos ferimentos, tendo sido declarado o óbito.

Os inspectores da Directoria de Lisboa e Vale do Tejo da Polícia Judiciária estão convictos que o crime terá sido praticado pelo jovem agora detido, que desferiu no taxista diversos golpes com uma arma branca, no interior do veículo de aluguer de passageiros, num quadro de roubo.

Publicidade

Ferimentos que acabaram por ser fatais para a vítima. Mas não só. Os mesmos inspectores indiciam o mesmo rapaz de ser o autor de um outro roubo, a um outro motorista de táxi, ocorrido na madrugada do passado dia 19 de Fevereiro. Naquela situação, o rapaz terá recorrido, igualmente, a uma arma branca para roubar o taxista, provocando-lhe ferimentos graves. Uma violenta agressão que só não provocou a morte à vítima, devido ao rápido socorro que lhe foi prestado.

Ainda segundo o mesmo comunicado da Polícia Judiciária, o jovem é suspeito, também, da prática de outros crimes, designadamente três roubos num estabelecimento comercial no mesmo concelho da Amadora. Os factos, cometidos igualmente com recurso a uma arma branca, terão ocorrido nos últimos meses. Os inspectores, que recuperaram a arma que terá sido utilizada nos referidos crimes, referem que o jovem está fortemente indiciado dos crimes de homicídio qualificado consumado, outro de forma tentada, e de roubo agravado. #Justiça