Mais um roubo por "#carjacking" aconteceu em Lisboa, mais propriamente na Rinchoa, em Sintra. Tudo aconteceu aproximadamente pela 01:00 hora, da última sexta-feira (9 de Junho), quando dois indivíduos do sexo masculino, de raça caucasiana, alegadamente roubaram uma viatura, pelo método do "carjacking". Logo que a Polícia de Segurança Pública (#PSP) foi alertada para o facto, enviou prontamente uma patrulha para o local afim de proceder à identificação e detenção dos assaltantes.

A perseguição policial

Logo após o roubo, os envolvidos colocaram-se em fuga, na viatura roubada, pelo que uma perseguição policial teve início de imediato.

Publicidade
Publicidade

Segundo se pode ler na edição do "Observador" do dia 9, essa mesma perseguição seguiu-se até à margem sul. As autoridades chegaram mesmo a disparar com o objectivo de fazer parar os fugitivos, que mesmo assim não pararam. Um dos fugitivos terá sido mesmo ferido. Pouco tempo depois, o carro roubado terá sido encontrado abandonado na zona do Fogueteiro, pertencente ao concelho do Seixal.

Um dos assaltantes detido

Ao que parece, um dos assaltante já foi detido, mas o outro continua em fuga. As autoridades continuam no terreno para tentarem localizar e capturar o assaltante em fuga. O que já foi detido aguarda agora a ida ao juiz para primeiro inquérito judicial e saber qual a medida de coacção que lhe será aplicada.

O que é "carjacking"?

De relembrar que se entende por “carjacking” o roubo de uma viatura em que o assaltante obriga o condutor, pela força ou ameaças, a abandonar o veículo ou a conduzi-lo durante a realização de actividades criminais.

Publicidade

Em Portugal, os carros que por norma são alvo de roubo por esse método são das marcas Mercedes-Benz, BMW, Audi, Volkswagen e Seat.

Como agir em caso de "carjacking"?

Quando se aperceberem de um estranho a aproximar-se do vosso veículo, não parem e utilizem imediatamente os sinais luminosos e sonoros de modo a chamar a atenção de outros condutores. Não deve abrir nunca a porta ou as janelas do seu automóvel para desconhecidos. Caso seja necessário ajudar alguém, deve alertar as autoridades em vez de parar e sair do veículo, colocando-se eventualmente em perigo. Se lhe acontecer ter um furo num local suspeito, mal iluminado ou despovoado, tente chegar ao local público mais próximo.

Numa situação evidente de perigo, abandone o veículo e não ofereça resistência, especialmente se estiver sob a ameaça de uma arma. E por fim, tente memorizar todas as características possíveis dos suspeitos, tal como informações que possam ajudar a identificá-los. #Segurança