#Cristiano Ronaldo não venceu a Bola de Ouro esta segunda-feira, 11 de janeiro, e ainda ficou pintado de vermelho e com o nome de Messi nas costas. Esta podia ser uma piada mas na verdade aconteceu mesmo, mas na estátua do craque português, que pode ser visitada no Funchal. Pouco depois da entrega dos mais altos prémios do futebol, a estátua de CR7 foi vandalizada. Quem assume indignação é a irmã do jogador, que considera este ato uma vergonha.

A estátua de Cristiano Ronaldo, na Madeira, foi inaugurada a 21 de dezembro de 2014, mas pouco mais de um ano depois a mesma ganhou novas cores. O incidente aconteceu no dia de ontem, 11 de janeiro, depois da entrega da Bola de Ouro em Zurique, Suíça. O português do Real Madrid viu o rival do Barcelona, #Lionel Messi, conquistar o troféu pela quinta vez e a sua estátua foi vandalizada. A mesma surgiu pintada de vermelho e com o número 10 e o nome Messi pintados nas costas. Segundo as últimas informações a mesma já foi restaurada.

Quem já reagiu a esta notícia foi a irmã do internacional português, Kátia Aveiro, que, através das redes sociais, considerou “uma vergonha o ato em si” adiantando ainda ser mais vergonhoso “a inveja que existe ao seu redor”, conforme transcreve o Diário de Notícias. Ainda durante o extenso texto que a cantora escreveu pode ler-se que os madeirenses deveriam “agradecer e fazer vénias” ao irmão, e que era graças a ele que muitos “madeirenses ainda têm trabalho”.

Apesar de já ter dado o favoritismo da vitória ao adversário, o craque português também não teve uma noite fácil. Segundo avançou a imprensa espanhola, Cristiano terá tido um desentendimento em Zurique com o brasileiro do Barcelona, Dani Alves. Esta não é a primeira vez que os dois se confrontam, mas desta vez Dani Alves declarou estar surpreendido por Neymar não ter ficado à frente de Cristiano, adiantando ainda que “quando Léo não vencer, o vencedor será Neymar”, segundo transcreve o site do Sapo Desporto. Certo é que os dois fazem parte do onze ideal.