O futebol é um desporto colectivo, formado por 2 equipas de 11 jogadores cada, cujo objectivo é introduzir a bola na baliza do adversário. Os jogadores (com excepção do guarda-redes) não podem tocar na bola com os membros superiores, e daí o nome inglês do desporto: football ("pé-bola"). Surgido em Inglaterra no século XIX, o futebol é actualmente o desporto mais popular do mundo, quer em termos de praticantes, quer em termos de adeptos e espectadores. O Campeonato Mundial da FIFA, que acontece de 4 em 4 anos e reúne as melhores equipas nacionais do mundo, é o evento desportivo com maior audiência - o dobro dos Jogos Olímpicos.

A popularidade do futebol explica-se pela sua simplicidade de compreensão e de recursos necessários. Basta um terreno plano, uma bola e alguns objectos para simular uma baliza. Nas escolas, nas famílias, entre amigos, não é preciso quase nada para praticar este desporto. Nem sequer calçado; são inúmeros os casos de grandes jogadores oriundos de meios desfavorecidos e que começaram por jogar na rua, descalços. E depois, é um jogo fácil de interpretar. As 14 leis de jogo resumem-se, de forma simples, a uma equipa que chuta para um lado e outra para o outro; não se pode tocar com a mão; não se pode jogar de forma desleal; e no fim ganha quem tiver marcado mais. Neste sentido, é um jogo extremamente democrático, que está ao alcance de qualquer um.

Em Portugal, o desporto foi introduzido através da comunidade inglesa do Porto, que trouxe o costume para a cidade nortenha, o que levou à criação precoce do, à data, Foot-ball Club do Porto, em 1893. Contudo, só nos anos 20 surgiu o primeiro campeonato de Portugal, onde já pontificavam Sporting CP, SL Benfica e FC Porto, os "Três Grandes". No mundo, o apelo dos jogos entre países levou à criação dos Campeonatos Mundiais da FIFA, que tiveram a sua primeira edição em 1930. Após a interrupção da Segunda Guerra Mundial e com a organização do campeonato no Brasil, em 1950, os mundiais nunca mais deixaram de conquistar audiência.

Os melhores jogadores de futebol foram ídolos nas suas épocas e tentar determinar quem foram os melhores é um passatempo de eleição para qualquer adepto. Di Stéfano (anos 50), Pelé (anos 60) e Maradona (anos 80) são habitualmente os três nomes mais mencionados. Cruyff, Beckenbauer, Férenc Puskas e Garrincha são nomes também habitualmente mencionados. E são já poucos os que não colocam Cristiano Ronaldo e Lionel Messi a par com os melhores de todos os tempos - ainda que em Portugal seja difícil desalojar Eusébio da sua posição enquanto mito.

O futebol continua a ganhar popularidade em países como os Estados Unidos da América (onde evoluiu de forma notável, desde a organização do campeonato mundial em 1994), a China e a Índia, assegurando que o desporto vai continuar a crescer, mantendo a sua preponderância nos seus "mercados" tradicionais.