Justin Bieber é um cantor de origem canadiana nascido em 1994, sendo actualmente um dos artistas mais reconhecidos em todo o mundo entre os fãs da sua faixa etária e especialmente entre os adolescentes, um pouco mais jovens. Bieber foi um dos primeiros fenómenos musicais da era do Youtube, tendo sido descoberto por um produtor musical que contactou os seus pais depois de ter visto os seus vídeos. O seu primeiro álbum, My World 2.0, lançado em 2010, alcançou um tal sucesso que Bieber se tornou o primeiro músico a ter 7 músicas de um álbum original no índice Billboard Hot 100. Seguiram-se "Under The Mistletoe" (2011) e "Believe" (2012).

O cantor canadiano tornou-se rapidamente no verdadeiro ídolo de uma geração. Embora relativamente incompreendido por parte das gerações mais velhas (incluindo os pais e avós dos seus fãs), o fenómeno do músico que arrasta multidões que se identificam com os seus valores e que pertencem à sua faixa etária é um fenómeno semelhante a muito outros desde a segunda metade do século XX, como foi o caso dos The Beatles na década de 60. Apostando em músicas de cariz pop e romântico, o seu público tornou-se maioritariamente feminino, e nem o seu namoro com Selena Gomez lhe retirou essa lealdade. "Beliebers" foi o nickname escolhido para representar a imensa legião de fãs do canadiano.

A partir de 2013, o cantor canadiano tem demonstrado vários sinais de que o imenso sucesso da sua carreira musical poderá estar a afectar de algum modo a sua personalidade, traduzindo-se em comportamentos sociais desviantes. Bieber já teve problemas com a polícia por posse de estupefacientes, condução sob o efeito de álcool, situações de agressão física, vandalismo. Além disso, por mais que uma vez os fãs foram confrontados com situações de descontrolo emocional por parte do cantor, que contou sempre com os seus seguranças particulares para protegerem a sua imagem pública.

Não obstante, além de se manter profissionalmente activo na música, Bieber desenvolve uma actividade empresarial paralela, que vai desde o lançamento de perfumes com a sua marca, a utilização da sua imagem em campanhas de marketing da Calvin Klein e até o investimento em start-ups tecnológicas. O Spotify, célebre serviço de música em streaming, é uma das empresas que recebeu a sua aposta.

De forma sincera ou deliberada (com o objectivo de estimular a sua base de fãs), Justin Bieber tem vindo a alimentar uma rivalidade discreta com o outro grande fenómeno musical para adolescentes à escala mundial, os One Direction. Num destes episódios, o canadiano acusou os "1D" de não serem verdadeiros artistas e de comprometerem a sua liberdade criativa em função da pressão das editoras.