O râguebi é um desporto colectivo, onde duas equipas compostas por 15 jogadores procuram transportar uma bola oval até à linha final do meio-campo (relvado) do adversário. É uma modalidade "prima" do futebol, na medida em que nasceu também na Inglaterra do século XIX, mas os seus praticantes pretendiam dominar a bola com todo o corpo e privilegiavam o contacto físico, ao contrário do "foot-ball". E apesar de aos "leigos" na modalidade parecer que existe violência, dados os lances permitidos como a placagem, o râguebi tem regras muito definidas e conta com o trabalho de equipa e a conjugação entre poder físico, destreza e velocidade para encontrar os vencedores

O râguebi um desporto especialmente popular em vários países anglófonos (ex-colónias do Reino Unido) e também em alguns países europeus. Na Europa, o Torneio das Seis Nações reúne as potências continentais da modalidade, das quais Portugal não faz parte. A nível mundial, contudo, o domínio pertence ao hemisfério sul. Desde que foi criado, pela primeira vez, o campeonato mundial de râguebi (em 1987, e disputado de 4 em 4 anos desde então), a Austrália, Nova Zelândia e África do Sul obtiveram 2 títulos cada, com a Inglaterra a intrometer-se neste domínio uma única vez.

A Nova Zelândia é especialmente célebre não só por jogar de negro (os "All Blacks") e por os seus jogadores efectuarem uma coreografia tradicional do povo maori antes de cada jogo, para intimidar os adversários, mas por ser habitualmente aceite como a potência número 1 do râguebi mundial. Além dos dois títulos mundiais, os All Blacks venceram 11 das 17 edições do torneio regional que reúne as três potências do hemisfério austral, aos quais se junta a Argentina. Vencedora em 2011, a Nova Zelândia defende em 2015 o seu título na oitava edição do campeonato mundial, que se realiza em Inglaterra, entre Setembro e Outubro.

Em Portugal, apesar de ser uma modalidade amadora, um râguebi tem uma longa história e um interesse renovado na última década, depois da participação de Portugal no Mundial de 2007 e dos seus bons resultados posteriores. O campeonato nacional surgiu nos anos 50, principalmente entre o meio universitário, e daí que entre os clubes principais se encontrem nomes como Direito, CDUL ou Agronomia, além de nomes mais tradicionais como a também universitária Académica de Coimbra, o CF Os Belenenses, o SL Benfica ou o GDS Cascais. O CDUL (Centro Desportivo Universitário de Lisboa) é o clube com mais títulos (19) de campeão.

Simultaneamente, a par do crescimento da modalidade, com novos clubes e com mais praticantes nas camadas jovens, em Portugal assiste-se também a um crescimento da variante Sevens. Como o nome indica, é disputada por equipas de 7 jogadores, estando a selecção nacional a conseguir resultados interessantes, e tendo já participado também no Mundial desta modalidade, em 2013.