Rita Pereira é uma actriz portuguesa, entre as mais conceituadas da sua geração, pela combinação entre o seu talento para a representação e a sua beleza física. Nascida em 1982, tornou-se conhecida em primeiro lugar pelo seu protagonismo em "Morangos com Açúcar", a série juvenil com perfil de telenovela da TVI. Contudo, uma sucessão de papéis principais fizeram com que se tornasse uma estrela em nome próprio, além de ser um dos sex-symbols da sociedade portuguesa actual.

Licenciada em Comunicação e Jornalismo, Pereira teve uma educação esmerada que incluiu a frequência de ballet durante 7 anos, dos escuteiros durante 12 e o basquetebol, enquanto atleta federada, durante 5 anos. A dança continuou a fazer parte da sua vida, tendo experimentado jazz, hip hop e dança do ventre, entre outras. Esta experiência ajudou ao seu desempenho no programa "Dança com as Estrelas" (2013.

A sua experiência na televisão começou pela SIC, tendo apresentado o SIC Altamente em 2001. Porém, o seu percurso ficou indelevelmente ligado à TVI. Começando por papéis de suporte em "Saber Amar" ou "Queridas Feras", Pereira "explodiu" enquanto Soraia Rocha nos "Morangos com Açúcar", sendo uma das responsáveis pelo sucesso da série numa equipa que incluía Cláudia Vieira, João Catarré, Francisco Adam, Benedita Pereira, entre muitos outros.

Depois de "Morangos", a estação de Queluz continuou a apostar em Rita Pereira das suas principais telenovelas. Rita foi Maria Estrela, a "Estrelinha" de "Doce Fugitiva", Diana em "Casos da Vida", Alice em "Feitiços de Amor" e Carmelinda Fontes em "Meu Amor", novela premiada com o Emmy pela academia de Hollywood. Foi também apresentadora de "Canta Comigo" (2011) e, voltando às telenovelas, Fernanda em "Destinos Cruzados". Para a sua figura de sex-symbol contribuíram também algumas produções fotográficas altamente sensuais, nomeadamente para as revistas Playbot e N*Style.

A vida pessoal de Rita Pereira está sob constante escrutínio dos media, sabendo que o público português acolhe com entusiasmo novidades da actriz. Sem dúvida que um dos golpes mais duros que sofreu terá sido a perda de Angélico Vieira, colega dos "Morangos" e um amigo pessoal muito próximo. Contudo, e apesar da dimensão da tragédia, a actriz preferiu guardar si a dimensão da dor que a devastou, tendo acusado a imprensa de, na sua maioria, não respeitar os seus sentimentos nem a sua palavra. Só em 2015, cerca de 4 anos depois do acidente automóvel que ceifou a vida do ex-D'ZRT, é que Rita Pereira falou pela primeira vez de forma pública sobre a situação.

Também em 2015 a actriz é Luena, a protagonista de "A Única Mulher", onde desempenha o papel de uma empresária e mãe, ao mesmo tempo sensual e lutadora, determinada - um papel que assenta bem na forma como o público apreende o carácter da actriz por trás da personagem.