Uma série é um género de programa televisivo que geralmente é composto por um conjunto de episódios que, por sua vez, estão inseridos em temporadas. Os episódios de uma mesma série de TV partilham um conjunto de aspectos comuns entre si, podendo essa relação ser de coerência narrativa (uma estória que se desenrola ao longo de vários capítulos e temporadas) ou apenas a partilha de um mesmo tema/assunto. Do mesmo modo, podem distinguir-se as séries ficcionais das documentais.

Por norma, as séries são emitidas ao ritmo de um episódio por semana, ao contrário do que se verifica noutros formatos análogos, como a telenovela. Por detrás desta periodicidade está o facto de as séries, pela sua natureza, serem um tipo de programa com orçamentos mais elevados, não se tornando possível a sua emissão diária durante um período de tempo particularmente extenso. Consoante o género ou o tipo de série, a duração dos episódios pode oscilar entre os 20 e os 50 minutos, embora existam também casos (particularmente nas miniséries) em que as emissões se podem prolongar durante mais de uma hora.

Muitas séries ficcionais são concebidas de modo a que o final de uma temporada corresponda ao desfecho da narrativa principal. Ainda assim, é comum que alguns elementos da estória sejam deixados em aberto, de forma a alimentar-se uma potencial continuação da série (sob a forma de mais um lance de episódios, possivelmente no ano seguinte). Sempre que uma temporada termina, o factor que mais influencia a eventual continuidade de uma série é o volume de audiências. As séries mais bem-sucedidas - e, consequentemente, as que se prolongam por múltiplas temporadas - podem estender-se por alguns (ou até vários) anos. Por outro lado, os baixos índices de audiência, ou os desentendimentos com a empresa que detém os direitos de emissão, podem levar ao cancelamento destes programas.

Tal como sucede nos filmes, existem diversos géneros de séries de ficção. Assim sendo, no universo da ficção, estes programas podem dividir-se em animação, comédias, dramas, fantasia, policiais, séries de época ou biográficas ou thrillers. Por sua vez, as séries documentais correspondem a um tipo de produção televisiva que usa elementos das suas congéneres ficcionais (a divisão em múltiplos episódios, periodicidade semanal, duração) embora os protagonistas variem a cada emissão. Trata-se, pelas suas características, de uma série de teor mais informativo e que não pressupõe a ficção. Um exemplo é "Portugueses Pelo Mundo", difundida na RTP.

Entre as séries de televisão ficcionais mais bem-sucedidas, podemos encontrar exemplos como: "A Teoria do Big Bang", "Os Simpsons" ou "Uma família moderna" (comédia), "Anatomia de Grey", "Sete Palmos de Terra" ou "Os Sopranos" (drama), "Dexter", "Oz" ou "Ruptura Total" (thriller/crime), "A Guerra dos Tronos" (fantasia), "Star Trek" (ficção científica) ou "Downtown Abbey" (série de época).