Foi considerada a "a caixa que mudou o mundo" e temeu-se que acabasse com a rádio e com outros meios de comunicação e de entretenimento. Revolucionou a forma como nos informamos e como nos divertimos e passa ela própria por mais uma revolução, adaptando-se à era da internet e à crescente tendência para a individualização do entretenimento. E tudo isto em menos de um século de vida.

A televisão surgiu nos anos 20 e, embora já existisse durante os Jogos Olímpicos de Berlim, em 1936, foi depois da II Guerra Mundial que evoluiu do ponto de vista técnico, chegando também a um número cada vez maior de lares. O preço era ainda elevado e possuir um televisor era um símbolo de estatuto social que não estava ao alcance de todos. Nessa altura a televisão ocupava um lugar central na sala de estar, os horários dos programas ditavam rotina e um pouco por todo o mundo aumentava o número de fãs desta maravilha tecnológica que transmitia informação, cinema, séries, publicidade e até programas infantis. Estava criada a indústria televisiva e surgiam também novas profissões a ela associadas: pivot, operador de câmara e até técnico de reparação.

O ano de 1954 trouxe cor ao pequeno ecrã, tornando a imagem ainda mais real. A televisão tornou-se também o meio favorito para as campanhas políticas e terá sido determinante, por exemplo, para que John Kennedy derrotasse Nixon nas presidenciais norte-americanas e se tornasse num dos políticos mais mediáticos da História. Aliás, a sua própria morte foi vista por milhões de pessoas em todo o mundo. Provavelmente muitas delas também estariam em frente ao televisor em Julho de 1969, vendo a chegada do Homem à Lua.

A segunda grande revolução para a televisão deu-se com a internet: o seu papel como meio de divulgação de entretenimento e informação ameaçou a supremacia da televisão como o grande meio de comunicação de massas. E esta espécie de guerra para atrair o público continua: há canais e séries que são exclusivamente transmitidos na internet e a televisão vai perdendo o seu lugar como meio preferido de transmissão de mensagens televisivas ou publicitárias. As redes sociais também já "vendem" candidatos e já ninguém fica em casa porque nesse dia passa o último episódio de uma novela. Porque pode vê-lo quando quiser e onde quiser, "saltando" a publicidade e sem ter de esperar pelo intervalo para ir à cozinha fazer pipocas. A televisão deixou o seu lugar de rainha da sala de estar, deixou de ser "o pequeno ecrã" e passou a estar em todos os ecrãs.

Há quase 60 anos em casa dos portugueses

Em Portugal a televisão surgiu a 7 de Março de 1957, com a criação da RTP. As televisões privadas (SIC e TVI) só apareceriam nos anos 90, alterando completamente o panorama audiovisual. As novelas de produção nacional, os reality shows e os programas em directo passaram a fazer parte da programação diária. A televisão por cabo trouxe um maior número de canais temáticos e um acesso mais generalizado a conteúdos e canais de vários pontos do mundo.