Muitos foram os animais que passaram por minha vida e ainda se encontram nela. Tive a oportunidade de salvar amigos de quatro patas que me fizeram uma pessoa melhor, mais viva, mais aberta a este amor incondicional que estes amigos nos dão, sem nada pedir em troca.

Conheci pessoas bondosas, envolvidas em causas que parecem perdidas aos olhos daqueles que mantêm-se à margem de tudo que possa lhes "estragar" o dia, pessoas que preferem virar a cabeça para o outro lado e não ver o que acontece bem debaixo de seus narizes.

Ainda bem que temos estes "anjos" cuidando dos estragos que fazemos a estes seres em nossos devaneios e loucuras.

Publicidade
Publicidade

Essas pessoas estão se multiplicando, graças à Deus. Elas estão engajadas em cuidar de cães, gatos, cavalos, aves e tantos outros maltratados e abandonados por aí.

Até quando a falta de sensibilidade e amor do ser humano nos manterá isolados em nossa arrogância materialista? Muito se fala em amizade, lealdade, mas se não conseguimos nem cuidar de nossos amigos animais, que dirá de outros seres humanos. Não é à toa que a violência impera, livre e solta sobre nossas cabeças, não nos cuidamos e não cuidamos dos inocentes e indefesos que dependem de nossa bondade e atenção.

Há quem amarre bombinhas em rabo de gato e poste no "face" como se fosse um ato normal, uma brincadeira para fazer os outros rirem. Meu Deus, o que estamos ensinado para nossos filhos? Falta moral e civilidade, faltam valores.

Publicidade

Não existe mais respeito à vida, repeito ao próximo, aos mais velhos. Não existe mais honra, coragem e nem coração. O que vejo hoje são jovens vazios, muitas vezes covardes que precisam andar em "bando" para subjugar os mais fracos.

Provavelmente sejamos culpados por falta de tempo para ensinar o que realmente importa, ensinar o valor da vida, independente se humana ou animal, independente de cor, credo ou ideologia.

Quando o lado bom das pessoas deixa de ser o lado relevante, é hora de revermos nossos valores. O sofrimento a que são submetidos animais de estimação ou selvagens, é algo que nos faz menos humanos. É realmente triste ver que o amor como essência do ser humano, já não é prioridade. #Entretenimento