No dia 10 do corrente mês, por volta das 18.30h, recebi a triste notícia do falecimento do meu tio José Carlos Tiene Monteiro, mais conhecido por Zeca, vítima de cancro nos pulmões. O filho, Miguel Brito Monteiro, ex-jogador do SLBenfica e Valência, ainda seguia viagem no avião, com os irmãos, na esperança de ver o pai com vida, infelizmente já não foi possível.

Confesso que fiquei arrasada com a notícia. Não sabia o que havia de fazer, se chorava, se gritava, se orava, as minhas forças foram por terra. Todos os dias morrem pessoas, uns mais velhos, outros mais novos. É natural que isso aconteça. Contudo pela lei natural implementada na Bíblia, que fala da queda de Adão e Eva, não devíamos seguir uns atrás dos outros, pela ordem genealógica? Ou seja, não deviam morrer os bisavôs, primeiros, depois os avôs, a seguir os pais e só depois os filhos e netos, por outras palavras, primeiro os mais velhos e depois os mais novos?

Desde o início dos tempos tem vindo a acontecer mudanças relativamente as partidas deste mundo, se não pela guerra, então pela doença.

Publicidade
Publicidade

Tudo isso são consequências dos nossos atos no passado. Peço-vos irmãos, vamos tornar este mundo melhor, uma casa onde todos possamos habitar em paz, e tentar mudar algo que está errado em nossas vidas. Só posso dizer, que Deus tenha piedade das nossas almas e que tenha o meu tio e todos os inocentes que partem na Sua Santa Paz e Glória.

Com esse grande homem aprendi o termo força. Sempre que falava com ele dizia me: “estou bem. As coisas vão bem. Agora quero é saber de ti. Tu estás bem”? Como podia alguém naquela situação se preocupar com os outros e dar forças para que não desistam? O meu tio não desistiu. Lutou até o fim. O funeral será na próxima sexta-feira. Ainda não me sinto completamente restabelecida, pois perdi o meu pai há três anos, o marido da minha tia se foi há menos de seis meses e agora o meu tio querido.

Publicidade

Era um homem manso e amigo de seus amigos. É assim que todos devemos ser para que, no dia da vinda do filho do Homem, possamos ser escolhidos para governar sobre este mundo.

É assim a vida. Nada podemos fazer para evitar a morte. Costuma-se dizer de que é a única certeza que temos na vida, mas eu digo que não. Também, se temos fé, temos de ter a certeza de que as coisas não acabam aqui. Há uma outra vida além desta vida e é nisso que devemos pensar para que possamos estar entre os escolhidos. Um dia perceberão de que afinal não é assim tão ruim sermos mansos e humildes de coração. Só espero que, quando chegar esse dia, não seja tarde demais para nós. Paz à alma do meu tio, pois era um bom homem e eu o amava muito. E paz às almas de todos os que já foram. So god help us. #Natureza