A Arca da Aliança, assim como o Santo Graal e outros artefatos sagrados da época de Jesus Cristo, é um cobiçado objeto sagrado. Hitler em sua busca pelo poder, procurava por ela e por outros artefatos cristãos. É sabido que ele mantinha guardado à sete chaves, muitos objetos de arte e religiosos. Ocultista ferrenho, achava que possuindo objetos ligados a Jesus e à sua passagem pela terra, ou ligados diretamente a Deus, conseguiria confirmar sua soberania no planeta e conquistá-lo em sua totalidade, tornando-se um ser supremo e indestrutível. Havia um bunker secreto sob o Castelo de Nuremberg, onde ele guardava muitas obras de arte e objetos sagrados, como as Joias da Coroa do Sacro Império Romano, compostas pela Coroa, o Cetro, a Orbe e as Espadas imperiais, que para ele representavam uma sanção da Igreja Católica aos que as detivessem, assim poderia governar o mundo inteiro com as "bênçãos de Deus".

Publicidade
Publicidade

Havia também a Lança de Longino, a lança sagrada usada por um centurião com graves problemas oculares, para furar o coração de Jesus Cristo na cruz, que ao fazer isso teve seus olhos curados pelo sangue de Jesus espirrado em sua face e que escorreu-lhe pelos olhos. A partir daquele dia o centurião tornou-se um dos mais devotos cristãos, passou a pregar o evangelho na região da Capadócia, e foi por isso preso e torturado, teve seus dentes arrancados e sua língua cortada. É conhecido hoje por São Longino, ou São Longuinho. Diz-se que a lança sagrada encontra-se atualmente guardada em Viena, na Áustria. Hitler parecia acreditar que quem a possuísse, teria vitória garantida em qualquer batalha.

A Arca da Aliança, era como mostrou-se no filme "Indiana Jones e os Caçadores da Arca perdida", um objeto cobiçado por Hitler para compor sua coleção e dar-lhe garantia de vitória contra seus inimigos.

Publicidade

Este objeto sagrado, segundo as escrituras, guarda as Tábuas dos Dez Mandamentos, a Vara de Aarão e um Vaso de Maná. É descrito como sendo feito de madeira de acácia, tendo 1 metro e 11 centímetros de comprimento e 66,6 centímetros de largura, assim como de altura. É coberta de ouro puro, por dentro e por fora, com 4 argolas de ouro fixadas em suas laterais para possibilitar o transporte, por onde se passam varas de madeira de acácia, também cobertas em ouro. Apenas Sacerdotes Levitas podiam levá-la e somente o Sumo-Sacerdote poderia adentrar o Santíssimo Templo onde ela repousasse, somente 1 vez por ano, no dia da expiação. Ele teria que estar puro, sem pecados, do contrário morreria instantaneamente.

De acordo com a bíblia, a Arca era transportada à frente de exércitos em batalhas, assim o foi nas batalhas realizadas durante a conquista de Canaã, e mesmo um pequeno contingente que a carregasse, teria sucesso e derrotaria grandes exércitos pelo caminho. Esta era a visão de Hitler, um exército soberano...seu exército esmagando os inimigos e proclamando-o "Imperador do Mundo", o homem com certeza era um Megalomaníaco.

Publicidade

Até hoje acredita-se que esteja desaparecida, de acordo com a bíblia, o Rei Nabucodonosor, da Babilónia, invadiu o reino de Judá e tomou a cidade de Jerusalém, e seus soldados queimaram o Templo onde a Arca da Aliança se encontrava. Talvez a Arca tenha sido queimada no incêndio, ou ainda, tenha sido saqueada pelos soldados e derretida para obtenção do ouro. Mas, de acordo com as escrituras, a Arca foi levada para o monte Nebo e escondida em suas cavernas, por ordem do profeta Jeremias. O arqueólogo Ronald Wyatt afirmou tê-la encontrado, exatamente em uma dessas cavernas, em 1982, e disse que a viu parcialmente, mas infelizmente não pode terminar sua descoberta, pois morreu de câncer antes de completar 70 anos e comprovar sua descoberta. Outras 6 pessoas que seguiram seus passos, morreram em um dos túneis dentro da caverna, procurando por ela. O fato é que ela permanece um mistério.

Para a Igreja Ortodoxa Etíope, a Arca foi levada à Etiópia por Menelik I, filho do Rei Salomão com a Rainha de Sabá, e permanece até hoje na Etiópia, na cidade de Aksum, muito bem guardada na Igreja de Nossa Senhora Maria de Zion (ou Sião), onde um monge guardião é encarregado de cuidar da relíquia sagrada e só ele pode adentrar o recinto onde ela se encontra. Na Bíblia também há a passagem no Livro do Apocalipse, em que João afirma que a Arca do Concerto ou da Aliança foi levada aos Céus por Deus e está lá em um Templo Sagrado, guardada até o fim dos dias.

Enfim, como ninguém nunca a viu, sua existência continua um mistério, que muitos, assim como Hitler, gostariam de desvendar, pois há aqueles que a procuram pelo poder, e há os que somente a procuram para confirmar a existência de Deus, mas sendo Deus Omnipotente, Omnipresente e Omnisciente, ele saberá guardá-la muito bem de seus perseguidores, seja lá qual for a verdadeira intenção por trás da incansável busca destes caçadores de relíquias.