António Costa vence as #Eleições primárias do PS para candidato a primeiro-ministro com números "inequívocos". Foi esta a palavra proferida pelo autarca de Lisboa para classificar os resultados obtidos nas votações deste domingo. A vitória clara de Costa leva à demissão de António José Seguro do cargo de secretário-geral do Partido Socialista. Após o encerramento das urnas e com a divulgação dos primeiros resultados a favorecer António Costa, José Seguro assume a derrota e, durante a intervenção feita na sede nacional do partido, anuncia a sua decisão de cessar as funções que exercia há 3 anos.

Seguro agradeceu em especial aos seus apoiantes a oportunidade que lhe deram de "trabalhar diariamente na construção de um Portugal mais justo e mais livre". Dirigiu-se ainda a todos os socialistas e simpatizantes do Partido Socialista que contribuíram com o seu voto, afirmando que "Juntos fizemos história, qualquer que tenha sido o vosso voto", em referência ao facto de estas terem sido as primeiras primárias realizadas em Portugal.

António Costa não ficou esquecido no discurso de Seguro: "Em democracia ganha a eleições quem tem mais votos e nós respeitamos o resultado destas eleições primárias. O PS escolheu o seu candidato a primeiro-ministro, está escolhido. Ponto final." O agora ex-líder socialista afirmou ainda regressar, a partir daquele momento, à condição de militante de base do partido, deixando claro a continuidade da sua ligação com o Partido Socialista.

Ao palco do Fórum Lisboa, subiu um António Costa feliz e orgulhoso da sua esmagadora vitória nas eleições primárias. Os agradecimentos foram extensos para todos os seus apoiantes e os elogios foram dirigidos a todos os militantes e simpatizantes "pela grande manifestação de participação cívica que tiveram" e também à comissão eleitoral, na pessoa de Jorge Coelho, "pela organização impecável destas eleições num contexto tão desfavorável". António Costa não dirigiu palavras a José Seguro, durante o seu discurso de vitória, preferindo reforçar que "Estas eleições não foram a derrota de ninguém, mas a vitória de todos e de todas militantes e simpatizantes do PS". Para o futuro fica a "promessa" que esta será uma nova etapa que conduzirá ao final do actual governo de Passos Coelho.

As primeiras eleições primárias realizadas em Portugal, este último domingo, decorreram sem grandes incidentes, ficando apenas registada uma rixa em Braga que opôs apoiantes dos dois candidatos.

Publicidade
Publicidade

Já uma pequena polémica começou bem cedo com a candidatura de José Seguro a entregar uma queixa à Comissão Eleitoral pelo facto de António Costa ter enviado, em dia de eleições, uma SMS aos militantes a apelar ao voto. A Comissão Eleitoral, presidida por Jorge Coelho, respondeu à queixa, pouco menos de uma hora após a sua apresentação, deliberando que o envio de mensagens cessasse imediatamente. Em sua defesa, fonte da candidatura de António Costa afirmou ter-se tratado de "um erro processual" suspenso de imediato e que teria atingido apenas 5% do universo eleitoral.