A triste notícia de que a Leonor Coutinho (Nonô, como se tornou conhecida) não resistiu ao cancro que enfrentava, trouxe para a praça pública, mais uma vez, a discussão sobre a agressividade dos tratamentos e o quão longe estamos de uma cura definitiva.

Mas será que, com todos os avanços da Ciência, não conseguimos criar ainda uma forma rápida, indolor e eficaz, de curar o cancro? Há quem diga que a resposta é sim... mas não devido aos avanços da Ciência..

Um pouco por todo o lado surgem relatos de que a cura foi encontrada. Não no tratamento com base em células dendríticas - no qual também os pais da Leonor depositaram as suas esperanças, nem em qualquer desenvolvimento da ciência moderna mas, para espanto de muitos, num tratamento que a Medicina Chinesa utiliza há séculos.

Publicidade
Publicidade

Uma erva chamada Artemisia annua.

Segundo estudos recentes, entre os quais um publicado na revista Life Sciences, esta erva tem a capacidade de inibir a multiplicação das células cancerígenas, matando até 98% do tumor em menos de 16 horas. Para além deste extraordinário feito, este tratamento poupa as células benignas, ao contrário dos tratamentos químicos actuais. Segundo os especialistas, as células malignas absorvem grandes quantidades de ferro do organismo, o que as ajuda na multiplicação desenfreada que caracteriza o cancro. É essa elevada concentração de ferro que ajuda os componentes da Artemisia annua a localizar e matar a células infectadas, mantendo intactas as células "boas".

Renasce assim a esperança, numa altura em que o cancro é a doença que mais mata em todo o mundo, prevendo-se que aumente em 45% o número de mortes até 2030.

Publicidade

 

De referir ainda que os activos desta erva são já largamente utilizados no tratamento e cura da Malária, com os melhores e mais rápidos resultados. Infelizmente, também o vírus está a ganhar resistência a este medicamento e novos testes estão em curso na Unidade de Investigação da Malária de Shoklo, na Tailândia, e no Instituto de Investigação Biomédica do Texas (EUA).



#Natureza