Três das mais prestigiadas universidades britânicas (Oxford, Bristol e Cambridge) divulgaram os resultados de um estudo sobre os efeitos de algumas substâncias sobre o cancro da próstata. Como habitualmente, o estudo foi feito avaliando a correlação entre determinados estilos de vida, com as dietas alimentares associadas, e a probabilidade de aparecimento da doença. O estudo incluiu cerca de 13 800 homens na faixa etária entre os 50 e os 69 anos, aquela que tem o maior risco de surgimento de cancro na próstata. O estudo foi publicado na revista norte-americana Cancer Epidemiology. Cerca de 12 000 dos participantes não têm a doença, dela sofrendo a amostra restante de 1800 homens.

Publicidade
Publicidade

O estudo mostrou uma correlação entre a ingestão de licopeno, cálcio e selénio e o não aparecimento de cancro na próstata. O licopeno é um anti-oxidante que protege as células da agressão das toxinas, e está muito presente no tomate e seus derivados.



A investigadora Vanessa Er, da Universidade de Bristol, alerta que este estudo é apenas feito com base na observação, e não na experiência. O que significa que não se fizeram testes que demonstrem efectivamente o papel do licopeno na prevenção deste tipo de cancro. É sempre necessário distinguir que tipo de estudo é feito, pois muitas vezes os média veiculam conclusões que não correspondem exactamente àquelas que os resultados podem indicar.

Em todo o caso, este é mais um reforço científico de uma verdade que é de senso comum e que todos podem experimentar.

Publicidade

Nas sociedades modernas, onde o consumo de junk food e carne cresceu demasiado em relação às necessidades que os estilos de vida exigem, é necessário que cada um pense se não ficaria satisfeito com um maior consumo de vegetais. Simultaneamente, um estilo de vida activo e enérgico, dentro das possibilidades de cada um, ajuda a que o organismo, em geral, esteja mais bem preparado para responder a agressões. Seja mais resistência física, melhor recuperação de feridas, mais boa disposição ou mesmo defesa contra alguns tipos de doenças. Não garante a 100%, mas é uma questão de probabilidade. Mais tomate, mais saladas e alimentos verdes, mais frutas, carne e peixe q.b., e o corpo está preparado para combater cancros da próstata e outras enfermidades.