Considerado o cientista mais sexy do mundo, Bobak Ferdowsi tem 34 anos e é engenheiro formado em Aeronáutica e Astronáutica pela Universidade de Washington e pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT). Jovem, com estilo moderno, cabelo diferente, meio Punk, meio "moicano", é, segundo ele mesmo, a nova cara dos cientistas da NASA nos dias de hoje.

"Há uma nova geração de cientistas e engenheiros de topo na NASA, jovens da minha idade ou mais novos que trazem uma nova energia, ideias e abordagens", palavras de Bobak em entrevista dada ao site Renascença. Em agosto de 2012 comandou a aterragem da sonda Curiosity em Marte.

Publicidade
Publicidade

Ela já está lá há um ano e tem mandado muitas fotos. Em abril deste ano foram mandadas fotos de pontos luminosos aparecendo no horizonte de Marte. Isso logo foi comemorado pelos caçadores de OVNIs (objetos voadores não identificados), como sendo sinais de vida extraterrestre em Marte, mas a NASA logo declarou que muito provavelmente os pontos brilhantes eram fruto de um clarão solar refletido em uma rocha ou raios cósmicos.

Em setembro de 2013, a revista Science publicou um artigo sobre a descoberta de água em Marte. A sonda Curiosity analisou a primeira amostra do solo marciano e descobriu que tinha 2% de água, gás carbônico, oxigênio e dióxido de enxofre. Isto realmente foi revelador, pois sabe-se agora que há água sólida em Marte. No processo de análise foi utilizado o Sam (Analisador de Amostras em Marte) que fica na barriga do robot e para os testes, aquece a amostra a temperatura de 835º Celcius.

Publicidade

De acordo com a pesquisadora Laurie Leshin, do Instituto Politécnico Rensselaer, há água em abundância em Marte e quando os primeiros humanos chegarem lá, poderão cavar e aquecer o solo para obter água.

A Curiosity encontrou formações rochosas do que seria um grande lago de água doce e também de um rio por onde a água passaria como em uma corredeira, com velocidade. Análises foram feitas e cientistas chegaram a conclusão de que existiu vida microbiana em Marte há 3,6 bilhões de anos atrás. A sonda foi enviada justamente para responder esta pergunta: Existiu vida em Marte? Ou há possibilidade de se viver em Marte? Ela está alcançando parte de seu objetivo com relação a estas respostas. A sonda teria que alcançar o Monte Sharp e subir por ele. Ela já chegou a sua base, mas teve que mudar sua rota de entrada por onde irá começar a subir, devido ao solo rochoso que havia na antiga rota e danificou suas rodas bem antes do que se era calculado. Neste novo "caminho" ela terá que atravessar um espaço equivalente a dois campos de futebol sobre a areia.

Publicidade

Os cientistas esperam que esta rota seja segura e suas rodas não fiquem "escorregando" ou "derrapando" o que seria perigoso para a integridade da sonda.

Os cientistas e engenheiros da NASA esperam muito em breve, em conjunto com outras agências espaciais do mundo, alcançarem a lua oceânica de Júpiter, Europa, que tem atraído a atenção de todos. Sua superfície é toda em gelo, mas eles acreditam que abaixo deste gelo haja um oceano com provavelmente, o triplo de água de nossos oceanos, e onde pode ser encontrada vida extraterrestre. Um orbitador espacial o JEO (Orbitador Júpiter Europa) deve ser lançado em 2020 e chegará a órbita de Júpiter em 2025. São planos ambiciosos para o futuro, mas com a união de esforços internacionais este sonho pode efetivamente se realizar, pois mesmo que um sistema venha a falhar, o outro tem chances de chegar ao objetivo e nos trazer toda a espécie de informações sobre este mundo novo.

Com esta nova geração de engenheiros e cientistas espaciais, novas fronteiras serão abertas e novas tecnologias descobertas. Uma geração que espera encontrar novos mundos, onde haja possibilidade de vida e possamos nos estabelecer e garantir um futuro para a humanidade, caso nosso planeta sofra alguma catástrofe natural ou não. Há aqueles que esperam que encontrem vida inteligente fora da Terra e aí vem a preocupação: E se encontrarmos, ela será amistosa? Ou estaremos abrindo portas rumo ao desconhecido e eventualmente "dando nosso endereço estelar" para seres não tão simpáticos à nossa existência? Só esperando para ver... #Inovação