A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), o conjunto dos bispos da Igreja Católica cujas dioceses estão sob soberania de Portugal, esteve representada numa conferência de imprensa para fazer um balanço do Sínodo dos Bispos que encerrou no Domingo, em Roma. O Padre Manuel Clemente, cardeal-patriarca de Lisboa e que representou a CEP no Vaticano, afirmou que o Papa Francisco está a criar uma nova dinâmica na forma de sentir a Igreja, que continua a estimular o debate entre os prelados, ao mesmo tempo que tenta criar novos consensos.

Relativamente à forma como a Igreja poderá abordar a #Família, e agora que está marcado um novo Sínodo para 2015, deixa também a nota de que, independentemente da votação que decorreu neste sínodo, o debate vai continuar e não é previsível - "nem eu, nem ninguém, nem mesmo o Papa pode prever" - a forma como o conjunto do alto clero vai encarar esta questão no próximo ano.

Publicidade
Publicidade

O cardeal relembrou também, tal como ficou expresso no documento publicado no final do Sínodo, que a Igreja não pretende excluir ninguém e que a discriminação não será tolerada, ainda que não exista um consenso para que os sacramentos sejam alargados aos divorciados e recasados, bem como aos homossexuais que não aceitem os ditames da Igreja sobre a sua condição. O cardeal-patriarca de Lisboa afirmou também, citando o Evangelho, que será necessário conciliar "coisas novas com coisas velhas" e que a Igreja terá, de alguma forma, de reconhecer e de lidar com uma nova realidade familiar e social, que se acentuou nos últimos 50 anos, em Portugal e nos países católicos em geral.

D. Manuel Clemente referiu uma "abrangência maior de situações" e disse que, na sua opinião, de alguma forma a Igreja terá de acomodar esta nova realidade aos seus ensinamentos e à sua mundivisão.

Publicidade

Este tem sido, na verdade e ao contrário do que por vezes se pensa, o grande talento e a grande capacidade do Vaticano e da Igreja Católica: a capacidade de adaptação a realidades políticas, económicas, sociais e históricas muito diversas, desde há cerca de 2000 anos.