A Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve colocou a concurso 43 vagas, estando a decorrer 14 procedimentos concursais para o efeito. As vagas são todas para assistente de carreira médica (trabalhadores Médicos) em diferentes áreas, com vista a contrato de trabalho por tempo indeterminado. O prazo de candidatura é de 10 dias úteis a contar da data de publicação de cada procedimento concursal. Também um grupo representante de hospitais da Arábia Saudita vem recrutar cerca de 30 médicos a Portugal nos dias 10 e 11 de Novembro, oferecendo até 11 mil euros líquidos, entre outras regalias.

Na ARS do Algarve

As áreas a concurso pela ARS do Algarve são: pediatria médica (6 vagas); psiquiatria da infância e da adolescência (1 vaga); neurologia (5 vagas); reumatologia (1 vaga); neurorradiologia (1 vaga); imuno-hemoterapia (1 vaga); cirurgia vascular (4 vagas); medicina interna (13 vagas); endocrinologia (1 vaga); hematologia clínica (1 vaga); medicina física e de reabilitação (1 vaga); cardiologia (5 vagas); imunoalergologia (1 vaga); infecciologia (2 vagas).

    As funções são exercidas nas instalações e/ou nas unidades do Centro Hospitalar do Algarve, em Faro. Podem candidatar-se os médicos habilitados com o título de especialista na correspondente área profissional, preferencialmente, com um mínimo de um ano de experiência profissional, com ou sem relação jurídica de emprego previamente constituída. A remuneração base mensal ilíquida a atribuir corresponde à remuneração de ingresso na categoria de assistente para os trabalhadores com relação jurídica de emprego público, no regime de 40 horas semanais.

    Os detalhes sobre requisitos de admissão e formalização das candidaturas podem ser consultados nos avisos de abertura no site da Administração Regional de Saúde do Algarve, todavia destaca-se a necessidade de estar inscrito no correspondente colégio de especialidade da Ordem dos Médicos e ser detentor da respetiva cédula profissional. Os métodos de seleção são a avaliação e discussão curriculares. A celebração de contrato implica a obrigatoriedade de permanência de 3 anos.

    Desde o início do ano, a Administração Regional de Saúde do Algarve já colocou a concurso mais de 200 vagas, das quais 3 ficaram desertas. Ou seja, as vagas não foram preenchidas ou porque o candidato selecionado não aceitou a celebração de contrato ou porque não compareceu à entrevista.

    Na Arábia Saudita

    Um grupo representante de hospitais da Arábia Saudita vem recrutar cerca de 30 médicos a Portugal, oferecendo até 11 mil euros líquidos, alojamento gratuito (incluindo família), prémios, 44 dias de férias e viagens pagas. As entrevistas estão marcadas para os dias 10 e 11 de Novembro, em Lisboa, tendo sido já pré-selecionados 60 médicos de entre cerca de 200 candidaturas. A estes especialistas, que deverão partir no primeiro e segundo semestre do próximo ano, é oferecido um contrato de três anos, renovável automaticamente ou permanente (efetivo).

    O grupo de Hospitais do Ministério da Saúde da Arábia Saudita e do Al–Mouwasat Medical Services Co, com unidades na Arábia Saudita, Kuwait, Jordânia e Emirados Árabes Unidos, procura profissionais com pelo menos três anos de experiência em 15 especialidades diferentes, como cirurgia-geral, ortopedia, obstetrícia e ginecologia, oftalmologia, urologia, otorrinolaringologia, cirurgia cardiotorácica, cardiologia de intervenção, anestesiologia, medicina intensiva, embriologia médica, dermatologia, neurocirurgia, nefrologia e cirurgia plástica.