O Portal das Finanças emitiu um alerta informando para a existência de um novo ataque de "phishing" envolvendo o nome do Ministério das Finanças. O alerta menciona que criminosos estão a enviar um mail com o assunto "Autoridade Tributária - Débitos" com um link que, se carregado pelo utilizador, irá iniciar o download de um software malicioso que poderá extrair dados do seu computador. Nas redes sociais, diversos utilizadores testemunharam o facto de terem recebido o dito e-mail. A comunicação, assinada pela Autoridade Tributária, informa o utilizador que deve uma quantia em dinheiro e que para resolver ou esclarecer a situação deve carregar num link que o reencaminha para o Portal das Finanças.

Publicidade
Publicidade

Tal como as Finanças alertam, o link é naturalmente falso.

O "phishing" é uma forma de ataque informático semelhante à burla feita porta-a-porta, em que indivíduos fazendo-se passar por funcionários municipais entram em casa de pessoas de idade com o pretexto de arranjar algo e acabam por cobrar-lhes dinheiro indevidamente, ou por funcionários da Segurança Social com o objectivo de substituir as notas de euros porque as actuais deixaram de ser válidas. Tal como acontece com a burla porta-a-porta, é uma forma de ataque que só funciona com as pessoas mais vulneráveis ou menos informadas - daí que o porta-a-porta tenha habitualmente sucesso só com pessoas idosas. Neste caso, o utilizador só tem de ter em mente que a Autoridade Tributária e Financeira não envia e-mails às pessoas com intimidações, e a única acção de bom senso é a mesma que se teria com um burlão porta a porta: não abrir a porta - neste caso, apagar o e-mail, se não tiver sido já retido pelo filtro de "spam" do e-mail.

Publicidade

Adicionalmente, escolha um serviço de e-mail com um bom filtro de spam, de modo a que nem sequer tenha de perder tempo a ler este tipo de comunicações.

Como medida extra, a aplicar na sua utilização diária da internet, nunca clique num link sem ver, no seu navegador/browser, qual o destino/endereço que o link vai abrir. Veja como o fazer:

  • passe o rato sobre o link seguinte, mas sem clicar: Mesquita de Lisboa debate Estado Islâmico.

  • veja no seu navegador qual o link que será aberto. Os três navegadores mais utilizados (Internet Explorer, Google Chrome e Mozilla Firefox) mostram esta informação no canto inferior esquerdo do seu ecrã, enquanto o rato estiver sobre o link mas sem clicar. Se for o endereço pt.blastingnews.com, saberá que é mesmo um artigo do Blasting News que será aberto.