Ex-primeiro ministro é detido esta sexta-feira no aeroporto de Lisboa. Esta notícia caiu que nem uma bomba na imprensa, que logo começou a partilhar a notícia nas redes sociais. Em investigação estão crimes de fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção. É a primeira vez na história portuguesa que um ex-primeiro ministro é detido para interrogatórios (na minha opinião deveriam ser todos).

Eu não vou fazer juízos precipitados e só espero agora que a coisa se estenda a mais uns quantos. Investigue-se,pois há muito por e onde o fazer! As redes sociais estão entupidas de opiniões sobre esta detenção; muitas a favor, e também muitas contra (esta última parte deixou-me surpreendida). Falam, falam e falam sobre isto e aquilo que está mal e depois queixam-se que ele não é o único que comete erros e que deveriam começar por deter para interrogatórios outros políticos. Vamos lá ver uma coisa: ninguém está satisfeito com a actual conjuntura do país; então, deixem começar por interrogar seja quem for, não tenhamos pressa, irá chegar a todos (eu acredito que sim). Na minha opinião esta detenção não vai dar em nada, tal como outras tantas detenções que já houve e nada se provou. Recorde-se que nesta operação judicial foram detidos ainda três outros suspeitos, dois empresários e um advogado, todos eles com ligações pessoais ao ex-primeiro-ministro.

Também João Soares, amigo de José Sócrates, não aceita a detenção do mesmo. Pudera, são farinha do mesmo saco. Vamos esperar por novos desenvolvimentos sobre o caso, mas não me admira nada que este seja encerrado por falta de provas; afinal é sempre assim que terminam estes casos. Coitados, são tão inocentes e só querem o bem do país (querem é o seu próprio bem), o bem de todos os portugueses que, coitados, tentam sobreviver à custa do #Governo que temos e que infelizmente parece que veio para ficar. Vão todos dar uma volta ao espaço e fiquem por lá uma temporada de anos, ou melhor, fiquem sempre por lá que nós por cá nos arranjamos. Portugueses temos de ser mais firmes e mais conscientes quando vamos votar, para depois não reclamarmos o tempo todo que as coisas estão feias! #Televisão