As cápsulas de detergente líquido são usadas diariamente por milhões de consumidores e consideradas práticas porque utilizam a quantidade certa de detergente de acordo com as necessidades de cada lavagem. Apesar da advertência que consta nas embalagens e alerta para a necessidade de as manter num local fora do alcance das crianças, já são mais de 200 os incidentes com cápsulas de detergente para máquinas de lavar loiça e roupa. A grande maioria destes incidentes envolve crianças que as confundem com rebuçados e gomas. O número de emergências referentes a estas situações aumentou cerca 55%, comparativamente a 2013.

Das chamadas recebidas no Centro de Informação Antivenenos (CIAV), departamento do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), relativas a incidentes com cápsulas de detergente, 98% devem-se à ingestão de líquido e a grande maioria dos contactos envolvem crianças com idades entre os 17 meses e os três anos.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Fátima Rato, do CIAV, "na quase totalidade dos casos, o que acontece é que as crianças levam as cápsulas à boca e trincam-nas. A quantidade ingerida é mínima, provavelmente porque o produto sabe mal e as crianças naturalmente cospem-no". Até à data não existem casos clínicos graves. Os sintomas mais frequentes gerados pela ingestão de detergentes são vómitos, sonolência, podendo também verificar-se a perda de consciência, inchaço na garganta e dificuldade em respirar.

Em Abril deste ano, o risco associado às cápsulas de detergente já tinha sido alertado pela Deco: "O aspeto das cápsulas é tentador e, uma vez colocadas na boca, contêm ingredientes que se dissolvem rapidamente quando entram em contacto com água ou saliva". Também nos Estados Unidos, país onde já se registou a morte de uma criança por intoxicação, foi publicado um estudo na revista médica Pediatrics que revela que as crianças pequenas correm o risco de ingerir uma grande quantidade de substâncias químicas concentradas.

Publicidade

Investigadores deste estudo chamaram a atenção para a necessidade de instauração de normas de segurança para estes produtos.