Nunca um fadista português ganhou um prémio considerado tão importante na indústria da #Música. É por isso que o prémio que Carlos do Carmo recebe hoje em Las Vegas pela distinção de "Lifetime Achievement Award" o orgulha tanto e faz com o que o nosso país lhe bata palmas de pé. Um Grammy é um prémio de renome e entregue a quem mais se destaca na sua área, no seu estilo de música. Não se trata apenas de uma estatueta, trata-se de dar valor e reconhecer o valor de um músico, uma banda, um estilo musical. E este, de Carlos do Carmo, só vem provar o que todos já sabiamos em Portugal: que é um dos melhores músicos de sempre.

Com uma carreira de 50 anos sempre dedicada à música portuguesa, em especial ao fado, Carlos do Carmo foi sempre um rosto visível e que se manteve no panorama musical português atingindo o êxito com várias canções (das quais nos lembramos sempre de "Lisboa menina e moça") e ajudando novos artistas com os seus sábios conselhos e opiniões.

Publicidade
Publicidade

A fama e o estrelato nacional nunca lhe subiram à cabeça, sendo talvez esse um dos truques para se manter no topo da música portuguesa durante tantos anos.

Numa altura em que celebra um número tão redondo de longevidade de carreira, um dos maiores fadistas portugueses tem a honra de receber um Grammy de excelência musical, que lhe é entregue no dia de hoje pela Latin Recording Academy. Este prémio vem dignificar e dar ainda mais valor à sua música, à sua carreira e à música portuguesa, pois é através do fado, estilo tradicional português, que chega a este estatuto e é o fado que, no fundo, é reconhecido. Daí o próprio músico afirmar que este prémio é do povo, pois ele irá representar toda uma nação portuguesa que se identifica com o tom triste e saudoso do fado e levará consigo o simbolismo que o mesmo tem para Portugal e para os portugueses.

Publicidade

Numa altura em que aparecem tantos cantores, bandas e novos estilos musicais, é bom ver que as entidades e academias estrangeiras estão atentas ao que vem de trás, à boa música que se faz há alguns anos, especialmente em Portugal que costuma ser um país isolado e ao qual não é normalmente entregue este tipo de prémios. Pode ser também uma forma de a população mais jovem voltar a dar valor à tradição da música portuguesa e ao fado que se ouve em todo o país.

Resta dar os parabéns ao Sr. Carlos do Carmo e agradecer o facto de representar tão bem a nossa música.