Muito se tem falado sobre esta companhia aérea nacional e infelizmente as notícias têm sido sempre com conotação negativa, tendo sido colocado de lado todo o historial da companhia bem como os prémios recebidos (alguns bem recentes). As notícias relativas a avarias em aviões, atrasos nos voos e greves têm-se acumulado nos últimos meses. A reputação desta companhia área entrou em queda-livre sem fim à vista. Ou o fim estará bem à nossa vista e estará apenas a ser camuflado?

Remontando ao final do ano de 2012, em que a TAP estaria prestes a ser vendida ao grupo Synergy, o negócio foi estranhamente cancelado sendo alegado que o grupo em questão não disponha de garantias bancárias para que o processo fosse concluído.

Publicidade
Publicidade

É de facto estranho que um grupo liderado pelo milionário Germán Efromovich com uma fortuna avaliada em seis mil milhões de dólares, não tenha conseguido as garantias bancárias exigidas pelo #Governo português.

Toda esta situação caricata pode estar interligada com a atual notícia de que a Procuradoria-Geral da República tenha desencadeado as diligências necessárias para a abertura de uma investigação a este processo (embora falhado) de venda da TAP. E qual o motivo para tal investigação? Suspeitas de prática de crimes de tráfico de influências e de corrupção no processo. Existirá ligação entre estes dois factos? Apenas o tempo e a referida investigação nos podem ajudar a dissipar dúvidas.

Após ter falhado esta primeira tentativa de venda, começaram a surgir constantes problemas com os aviões da companhia, atrasos e até anulação de voos deixando milhares de passageiros descontentes.

Publicidade

Quem é que são de facto os culpados desta situação? Os trabalhadores ou os gestores da companhia?

Muitas notícias e críticas sobre as greves dos trabalhadores da companhia têm vindo a público. No entanto fica uma dúvida no ar: Será preferível que milhares de passageiros tenham os seus voos adiados? Ou será melhor que não se reivindiquem melhores condições de trabalho e segurança nos voos e seja posta em risco a vida de milhares de passageiros?

Em suma, se o objetivo da Administração da TAP é conseguir que a empresa seja vendida a preço de "saldos", pois estão a consegui-lo. Veremos qual o prémio final por brilhante desempenho.